opçoes binarias touch equipamentos necessários para operar como trader corretoras de opçoes binarias eua simulador de opcoes binarias oq os trader acham de semana para operar nova plataforma.de.investimento trade multinivel opções binárias investem para mim estratégia opções binárias macd nem todas as empresas operam em day trade curso opçoes binarias no rio grande do sul institutional forex trading course download simulador opçoes binarias melhores corretoras opçoes binarias fintech limited forex trading italia opções binárias clm metatrader 4 opções binárias cadastro trade mesa de operações
Home Municípios Município de Coqueiro Seco recebe serviços da Justiça Itinerante

Município de Coqueiro Seco recebe serviços da Justiça Itinerante

Por Alagoas Brasil Noticias
Jaqueline casou após 10 anos de convivência com o companheiro (Foto: Caio Loureiro)
 
 

A população do município de Coqueiro Seco foi atendida pelo Projeto Justiça Itinerante, do Tribunal de Justiça de Alagoas, nesta segunda-feira (20), em uma grande ação em parceria com a Prefeitura da cidade, no Centro Integrado de Atendimento Pedagógico (CIAP).

Foram emitidos documentos (CPF, carteira de trabalho e certidão de nascimento) e resolvidos processos de menor complexidade (retificação de certidão de nascimento, emissão de alvarás, divórcio, suprimento de óbito, pensão alimentícia e suprimento de registro de nascimento).

Durante a manhã, 70 casais estão se habilitando para o casamento coletivo que ocorrerá às 16h, em solenidade conduzida pelo juiz André Gêda, coordenador da Justiça Itinerante.

Arlisson da Silva e Jaqueline Araújo estão juntos há 10 anos e possuem três filhas, mas só agora vão se casar “no papel”. “A gente vinha buscando uma oportunidade e juntando fundos para poder fazer isso”, disse Arlisson. “Eu já tinha falado muitas vezes com ele, mas a gente nunca teve a oportunidade financeira”, confirmou Jaqueline.

Os casamentos coletivos realizados pela Itinerante dispensam a taxa que é devida ao Tribunal, barateando o procedimento. Os casais pagaram apenas uma taxa de R$ 70, cobrada pelos cartórios.

Já Derivaldo dos Santos aproveitou o mutirão para corrigir o nome do filho no registro. “Quando casei com a minha esposa, ela mudou o nome dela. Vai ter que tirar o Oliveira do menino pra botar o Vieira”, explicou. A modificação requer a abertura de um processo cível, que é concluído na hora.

A Prefeitura de Coqueiro Seco levou ao evento as secretarias de Educação, Saúde e Assistência Social, que ofereceram matrículas escolares, aferição de pressão arterial, orientações do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), cadastro no Bolsa Família e no Cadastro Único.

A ação da Itinerante foi solicitada pela Igreja Nossa Senhora Mãe dos Homens e conta com a participação da Defensoria Pública e do Ministério Público do Estado.

Fonte: Tribuna Hoje  

 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário