Foto: Cada Minuto 

Natal, inúmeras confraternizações, férias… Tudo em dezembro conspira para que os indesejados quilinhos a mais apareçam na balança. Na conta podem entrar também sintomas como retenção de líquidos e problemas intestinais. Neste mês de janeiro, é possível se recuperar dos excessos alimentares do final do ano e ainda manter o foco no mês do carnaval? Especialmente para o CadaMinuto, a nutricionista clínica e esportiva Thainá Barbosa falou sobre as principais dicas para voltar a ter ou para manter uma alimentação equilibrada no período.

 “Durante as festividades, acabamos consumindo muitos alimentos ricos em sódio e exagerando no consumo de bebida alcoólica, que favorecem a retenção de líquidos e trazem sensação de inchaço. Neste caso, para mandar a retenção embora é necessário caprichar na hidratação, consumir mais alimentos naturais, evitar o consumo de alimentos ricos em sódio, e também pode se fazer uso de chás, como cavalinha e hibiscos para auxiliar nesse processo”, explicou Thainá, que é também Mestre em Nutrição pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

 Frisando a necessidade de procurar ajuda especializada para identificar as causas do problema e traçar a estratégia nutricional adequada, a especialista destacou que, no caso do ganho de peso pelos excessos alimentares, o paciente ganha gordura corporal, e para eliminá-la, não existe fórmula mágica, é necessário duas coisas: retomar a alimentação saudável e praticar exercícios físicos regulares.

“Outro fator que ocorre muito quando ‘perdemos a linha’ dos nossos hábitos saudáveis é que o intestino pode ficar mais lento, constipado, e o acúmulo de fezes acaba gerando aumento na região abdominal. Isso ocorre pela redução do consumo de alimentos ricos em fibras e redução da prática regular de exercício físico, comum nessa época de festividades. Retomar a alimentação, consumir bastante frutas, verduras, grãos integrais e tomar água adequadamente, ajuda a regularizar o intestino”, completou.

Cervejinha X Água

Frisando que, para voltar ao equilíbrio basta retomar os hábitos saudáveis, não sendo necessário fazer “desintoxicação” nem dietas muito restritivas, Thainá Barbosa chamou a atenção ainda para as dificuldades que janeiro traz para quem quer voltar a esses hábitos e desmentiu a ideia de que é mais fácil perder peso no verão.

“Nos tempos mais quentes, muitas pessoas não se hidratam corretamente, e isso pode provocar perda de peso proveniente da desidratação, o que não é nada bom! Então, atenção ao consumo de água, inclusive para aqueles que consomem a ‘cervejinha’ na praia. Pois estes, muitas vezes esquecem a água completamente, mas precisam dela também”, alertou.

Carnaval

Para quem vai cair na folia no carnaval ou simplesmente aproveitar o feriadão para descansar, a nutricionista também preparou algumas dicas especiais e a primeira delas é beber muita água, evitando assim a desidratação decorrente do calor e do consumo de bebidas alcoólicas e as famosas “ressacas”.

“Evite também longos períodos de jejum, programando sua alimentação ao longo do dia com antecedência, para se manter nutrido e não baixar a imunidade. Escolha bem os lugares que come, atentando para as boas condições de higiene e conservação de alimentos, e evite alimentos gordurosos e frituras, pois eles demoram mais para serem digeridos e podem provocar sonolência. Você não quer perder a festa dormindo em casa ou indisposto, né?”, prosseguiu Thainá.

Para a nutricionista, também é necessário cuidado com o consumo de frutos do mar e lanches com molhos naturais, a exemplo de maioneses, já que esses alimentos estragam com facilidade no calor, podendo provocar infecções intestinais.

“Em locais muito quentes, dê preferência ao consumo de água de coco, assim você se hidrata e repõe os eletrólitos perdidos no suor. Consuma raízes, a exemplo de batata doce, inhame e macaxeira, que ajudam a manter os níveis de glicose no sangue. E, por fim, dê preferência às frutas ricas em água, entre elas abacaxi, melancia e melão, boas aliadas para evitar ressaca”, concluiu.

Retomando o foco

Paciente de Thainá, a funcionária pública Maria Albuquerque foi uma das que correram para o consultório da nutricionista este mês. Depois de uma dieta e reeducação alimentar que a fizeram perder bastante peso no ano passado, ela viu o ponteiro da balança voltar a subir, entre dois e três quilos, depois das festas do final do ano.

“Dezembro eu praticamente não coloquei em prática nada do que aprendi na reeducação alimentar, pois foi muito difícil conciliar uma alimentação adequada com a quantidade de festas e confraternizações em bares, restaurantes e pizzarias, várias vezes na semana. Ao final, além do peso, me senti mais inchada e menos disposta. Fizemos uma nova avaliação, um novo programa, que estou tentando seguir, mas confesso que janeiro ainda é um mês difícil, de férias, por isso ainda tenho saído um pouco da rotina saudável”, contou.

Para Maria e para as outras pessoas que estão no mesmo barco, os conselhos seguem os mesmos. Para emagrecer – ou manter o peso – com saúde e equilíbrio, é preciso se movimentar e se alimentar de forma saudável, em qualquer época do ano. Se por alguma razão isso não foi possível em um determinado dia, semana ou mês, é só retomar o foco no seguinte.

Fonte: Cada Minuto