curso aprender como automatizar opções binárias qaul o minimo para investir em day trade revelando opções binárias meta trader 5 como operar estrategia metatrader 5 opções binárias trade and investment policy opções binarias free curso gratuito do senac em opções binárias union trade investimentos opções binárias simulador e de verdade ou mentira dicas de opçoes binarias olymp trade operando com criptomoedas opções binárias na alpari operar melhor em option olymp trade forex trading level como sacar o dinheiro opções binárias planilha opções binárias iniciantes
Home Brasil Zélia Duncan: “eles têm medo porque a gente tem microfone na mão e pode dizer o que pensa”

Zélia Duncan: “eles têm medo porque a gente tem microfone na mão e pode dizer o que pensa”

Por Alagoas Brasil Noticias
Zélia Duncan (Foto: Roberto Setton/Divulgação)

Regina Zappa, 247 – A cantora e compositora Zélia Duncan está fazendo uma pequena revolução nas redes sociais depois que começou a postar vídeos na internet, rebatendo com veemência e delicadeza os ataques que os artistas vêm sofrendo atualmente no Brasil.

 Em entrevista emocionada à TV 247, na Estação Sabiá, disse ter ficado magoada e triste. “Os ataques à cultura e aos artistas me fizeram pensar muito”, disse ela sobre o primeiro vídeo que fez em que começa dizendo: “Você não precisa de artista? Então começa jogando fora quase tudo que tem na sua casa. Ou tudo que te faça esquecer um pouco ou lembrar um pouco tudo o que você é.”

“Você não precisa de artistas? Então, me devolve os momentos bons, os versos roubados de nós, as cores do seu caminho, arranca a rádio do seu carro, destrói as caixas de som. Joga fora os instrumentos, e todos aqueles quadros.[…]Você não gosta de artistas? Então nos deixe de fora desse seu mundo perverso, sem graça, sem alma.”

“Minha intenção era fazer as pessoas embarcarem na ideia de um mundo sem arte. As pessoas se desesperam de pensar em ter que ter uma vida em branco.” Em outro vídeo, confronta a Regina Duarte em quem um dia existiu uma Malu Mulher libertária que ela abandonou.

Zélia afirma que depois da última campanha eleitoral se sente transformada. “Tem coisas que não quero mais cantar, olho e não me reconheço. Nunca mais vou ser a mesma, da campanha para cá está sendo tudo muito duro. Sou completamente outra pessoa em termos de como quero agir, falar e aprender com tudo que vejo.

“A história do Brasil é uma história muito difícil. Existe uma camada autoritária que sempre existiu. A desigualdade é baseada num racismo horroroso. E eu acredito na gentileza, na solidariedade, na compaixão. Estou muito preocupada com a pauta feminina, a pauta LGBT, porque sou dessa comunidade, a pauta dos negros, porque sou brasileira

Zélia não está preocupa em perder alguns fãs por causa de seu ativismo político porque sabe que “os odiadores da internet” nunca a ouviram e não se identificam com ela. Ela acha que tudo ainda vai piorar bastante antes de melhorar. Mas sabe que, “nos momentos ruins, a faca e o queijo estão na mão de quem cria. Querem acabar, mas a cultura brota”.

Zélia avisa que, nesses tempos obscuros, acendeu para nós uma luz vermelha de alerta que nunca vai poder ser apagada.

Fonte: Brasil 247 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário