scalper trader operar abertura de mercado opçoes binarias touch swing trade na xp investimento experiências de operadores de day trade opções binárias é proibida em portugal como funciona o robo de opções binárias download planilha gerenciamento opções binarias lendo as velas opçoes binarias melhor corretora para investir em opções binarias basque trade and investment brazil analise probabilística opcoes binarias resolver opções binárias video como operar forex na olymp trade configuraç eos computadores para operar day trade como eu faço pra investir na xp trader aula opções binarias como opera no trade
Home Mundo Ministério pede que viagens à China sejam evitadas

Ministério pede que viagens à China sejam evitadas

Por Alagoas Brasil Noticias

Funcionários de saúde medem temperatura corporal de passageiros que chegam da cidade de Wuhan ao aeroporto de Pequim, em 22 de janeiro, em meio ao surto de coronavírus na China — Foto: AP Foto

O Ministério da Saúde investiga um caso suspeito de coronavírus em Minas Gerais. Nesta terça-feira (28), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, informou que a pasta investiga uma paciente que apresentou sintomas compatíveis com os da doença. Além disso, agora o ministério orienta que brasileiros evitem viajar à China ou embarquem somente em casos de extrema necessidade.

A paciente cujo caso está sob investigação médica é uma estudante de 22 anos que viajou para Wuhan, na China. Ela chegou em território brasileiro no dia 24 de janeiro. Segundo o ministro, a estudante está em um hospital de alta organização na área de infectologia. Todas as 14 pessoas que tiveram contato com a estudante também estão sendo monitoradas.

Agora, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está levantando os outros viajantes que estavam no voo que viajou da China até o Brasil – escalas foram feitas em Paris e Guarulhos.

Paciente passa bem

De acordo com Mandetta, a paciente monitorada relata não ter ido ao mercado de peixes da cidade, não ter tido contato com nenhuma pessoa doente e não ter procurado nenhum serviço de saúde enquanto estava na cidade. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais, a jovem passa bem.

Ciclo do novo coronavírus - transmissão e sintomas — Foto: Aparecido Gonçalves/Arte G1

Ciclo do novo coronavírus – transmissão e sintomas — Foto: Aparecido Gonçalves/Arte G1

O surto de coronavírus provocou 106 mortes na China, onde o número de infectados passa de 4,5 mil. De todas as mortes até o momento, 100 foram registrada na província de Hubei, onde fica a cidade de Wuhan, epicentro da contaminação. Ao menos 15 países em 4 continentes já confirmaram casos importados da doença.

Nesta terça, representantes do Ministério da Saúde vão participar de uma reunião com a Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o tema. Mandetta disse que o Instituto Butantã participará de um “esforço internacional” para a produção de uma vacina contra o coronavírus.

‘Perigo iminente’

O Ministério da Saúde elevou a classificação de risco do Brasil para o nível 2, que significa “perigo iminente” – até segunda-feira (27) o país estava em nível 1 de alerta. A mudança de patamar faz parte de um protocolo envolvendo a escala, que vai de 1 a 3 – o nível mais elevado só é ativado quando são confirmados casos transmitidos em solo nacional.

  • Nivel 1- alerta
  • Nível 2 – perigo iminente
  • Nível 3 – emergência em saúde pública

O Ministério diz ter recebido, desde o início do surto de coronavírus na China, “mais de 7 mil rumores” de infecção, segundo Mandetta. Desse total, 127 exigiram verificação do órgão e apenas um se confirmou como suspeita.

Mandetta destacou que a Organização Mundial da Saúde (OMS) passou a classificar como “elevado” o risco internacional de contaminação pelo novo coronavírus – antes, considerado “moderado”. Segundo o ministro, com o novo status, o Brasil amplia o monitoramento dos casos. Ele explica que antes, o governo monitorava pessoas que passaram pela província de Wuhan, onde estão concentrados os casos na China.

“Quando temos uma situação como essa, recomendamos que a pessoa tem que está onde ela está. Não é orientado remoção, até porque você não tem um tratamento específico para essa doença. Primeiro se esclareça o caso para depois fazer qualquer tipo de movimentação”, defendeu.

O ministro se referiu à família brasileira que está nas Filipinas, mas que passou por Wuhan, na China. Trata-se de um casal e um filho de 10 anos. A criança está com suspeita de contaminação e foi colocado em isolamento. Os pais da menina também estão isolados por precaução.

Ministério ‘desaconselha’ viagem para a China

Mandetta foi questionado sobre o posicionamento do Ministério da Saúde, em “desaconselhar” viagens à China. Ao comentar, o ministro negou que haja “proibição”.

“Nós estamos desaconselhando, não estamos proibindo. Faça viagem só se for estritamente necessário. Você não sabe qual é a característica do vírus”, disse.

Segundo o ministro, a orientação visa proteger o próprio cidadão e outros brasileiros em território nacional. “Não é recomendável que a pessoa se exponha e depois retorne ao Brasil e exponha mais pessoas”, disse.

 
Casos de coronavírus pelo mundo – 28/01 às 10h30 — Foto: Arte G1

Casos de coronavírus pelo mundo – 28/01 às 10h30 — Foto: Arte G

Fonte: Tribuna Hoje  

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário