trader operar sem gráfico a three dimensional approach to forex trading pdf download diferença entre forex ou opções binárias investir como estar o mercado opções binarias opções binárias planilha sorosgale onde declarar no ir operações comuns e day trade curso opções binárias ronaldo c o que são operações denominadas day trade opçoes binarias your time quanto de dinheiro gira por dia em opções binárias operador scalper trader forex trading signale acoes para investir como swing trader como começar a investir day trade iphone forex trading platform como operar na olimp trade com a moeda brasileira indicadores para opçoes binarias
Home Geral Família carbonizada no ABC: Suspeito se entrega e diz que “cansou” de fugir da polícia

Família carbonizada no ABC: Suspeito se entrega e diz que “cansou” de fugir da polícia

Por Alagoas Brasil Noticias
Família foi encontrada carbonizada dentro de um carro em São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo (Crédito: Reprodução/ Facebook).

Um dos suspeitos de participar do assassinato de uma família no ABC Paulista se entregou à polícia nesta segunda-feira (10). Segundo a Polícia Civil, Jonathan Fagundes Ramos se apresentou na Delegacia Sede de Praia Grande por volta das 7h20. As informações são do jornal Hoje, da TV Globo

O suspeito informou que estava escondido na casa da mãe que mora no município e que “não aguentava mais viver fugindo da polícia e decidiu se entregar”. Jonathan é irmão de Juliano de Oliveira Ramos Júnior. Ambos são primos de Carina Ramos, namorada de Anaflávia Gonçalves.

O crime cometido no último dia 28 resultou na morte do casal Flaviana e Romuyuki Gonçalves e do filho deles Juan Victor, de 15 anos. Anaflávia, Carina, Jonathan e Juliano são suspeitos no caso. Guilherme Ramos da Silva também foi preso e teria ajudado o grupo.

Jonathan deve ser transferido ainda hoje para uma delegacia de São Bernardo do Campo, onde o caso é investigado.

No depoimento de Anaflávia à polícia, a suspeita afirmou que foi com Jonathan abastecer o carro e encher um galão de gasolina. Ela disse ainda que houve um impasse sobre o local em que os corpos seriam carbonizados.

De acordo com a polícia, todos os quatro suspeitos presos que já foram interrogados negam a autoria dos assassinatos. A investigação deve apurar qual a participação real de cada um no crime depois da reconstituição e quando forem colocados frente a frente. O que todos confirmam é a proposta inicial de roubo.

As namoradas moravam juntas, e a relação com a família, que não vinha bem, piorou quando Anaflávia ganhou um carro e Carina transferiu o documento do veículo para o próprio nome.

Nos depoimentos de Juliano e Guilherme, eles disseram que os planos mudaram por decisão de Carina no momento em que Romuyuki afirmou não ter a senha do cofre. Ambos afirmaram que Carina matou Romuyuki e Juan por asfixia, embora elas tenham dito que ficaram no andar debaixo e não viram os dois serem assassinados.

O grupo deixou o condomínio em dois carros. Levou os corpos do pai e do filho, e Flaviana, ainda viva, no carro da família. De acordo com Juliano, a mulher também foi morta por Carina na estrada deserta antes do carro ser incendiado com a família dentro. Carina nega.

Fonte: ISTOÉ


Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário