PoliticaSLIDE

Governadores vão reagir se Bolsonaro baixar decreto contra isolamento social

Em conflito com os demais poderes da República, os governadores estaduais, a maioria esmagadora da nação, os organismos internacionais e os governos de todo o mundo, Bolsonaro ameaçou neste domingo baixar um decreto para obrigar as pessoas a voltarem às ruas e às suas atividades normais, em uma situação de emergência de avanço da epidemia do coronavírus, que espalha a morte. Governadores dizem que vão reagir contra o eventual decreto do ocupante do Palácio do Planalto | 30 de março de 2020 | 07:39

Governadores reagem às ameaças de Bolsonaro (Foto: SECOM | Reuters)

 247 – Os governadores dos estados vão acionar a Justiça se Jair Bolsonaro baixar um decreto para liberar o funcionamento de setores da economia e quebrar o isolamento social, considerado a mais importante medida preventiva por médicos, a Organização Mundial da Saúde, órgão da ONU, e o próprio Ministério da Saúde.

Os governadores estão indignados com a atitude de Bolsonaro, que neste domingo (29) contrariou a orientação do Ministério da Saúde e circulou por Brasília cumprimentando apoiadores.

A avaliação feita em um grupo de WhatsApp com governadores do Nordeste é que Bolsonaro continua adotando atitudes extremistas em vez de dialogar e tomar a frente do combate nacional contra a pandemia de coronavírus .

O governador da Bahia, Rui Costa, disse que os estados vão continuar acionando a Justiça caso alguma medida do governo ponha em risco a população.

Os governadores do Pará, Helder Barbalho (MDB), de Pernambuco, Paulo Câmara, do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, do Maranhão, Flávio Dino e do Espírito Santo, Renato Casagrande, entre outros, reagiram às ameaças e atitudes de Bolsonaro. 

As informações são dos jornalistas Renato Onofre e Talita Fernandes da Folha de S.Paulo

Fonte: Brasil 247 

Facebook Comments

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar