Politica

Após ação do STF contra o gabinete do ódio, Carluxo ataca vereadores em grupo de WhatsApp

O vereador Carlos Bolsonaro mandou os vereadores do PT e do PSOL “tomar no cu” e perguntou se Renato Cinco estava “fumando estrume” | 28 de maio de 2020 | 19:30 hs

 
(Foto: Divulgação)

 Após operação do Supremo Tribunal Federal (STF) e da Polícia Federal (PF) contra integrantes do “gabinete do ódio”, nesta quarta-feira, 27, o vereador Carlos Bolsonaro, filho de Jair, barbarizou no grupo de WhatsApp da Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro, segundo reportagem do jornal o Globo.

A reportagem informa que “suas primeiras palavras hoje, uma espécie de cartão de visitas, foram: “vai tomar no cu piçól, pt, seus merdas”.

O vereador petista, Reimont, respondeu que ele deveria mandar a mensagem para o ministro do STF Alexandre de Moraes, responsável pelo inquérito que atingiu os bolsonaristas.

Carlso respondeu: “Manda para a sua mãe, reimont”. Ele ainda chamou o vereador do PSOL Renato Cinco de “imbecil” e perguntou se ele tava fumando estrume. 

Fonte:  Brasil 247 

Facebook Comments

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar