PoliciaSLIDE

Associação repudia fala de vereador acusado de agredir ex-namorada

Vítima relatou que sofreu tapas e socos por mais de duas horas; Jader nega as agressões e alegou que estava sendo traído / Por Paula Berle / 02/06/20 ÀS 22:29

Associação repudia fala de vereador acusado de agredir a ex-namorada | Foto: Cortesia 

Por meio de nota, a Associação Para Mulheres (AME) repudiou, nesta segunda-feira (1º), o ato praticado pelo vereador por Paripueira, Jader Messias da Silva Leão, que é acusado de espancar a ex-namorada no último sábado (30). A vítima relatou que sofreu tapas e socos por mais de duas horas.

No pronunciamento, a AME pediu para que as autoridades apurem os fatos e as falas ‘caluniosas e inverídicas’ feitas pelo acusado. À Gazetaweb, Jader negou ser praticado as agressões e alegou que estava sendo traído. Ele também afirmou que formalizou denúncia contra a ex-namorada na polícia por calúnia e contra o pivô da briga, que de acordo com Jader.

“Para se eximir de sua responsabilidade, acusa e denigre a imagem da vítima, aproveitando-se do momento de fragilidade da mesma. Esta, Administradora que alega e provará que foi vítima de uma tentativa de feminicídio”, diz trecho da nota. 

Entenda o caso

Uma administradora de empresas de 26 anos denunciou ter sido espancada pelo ex-namorado, o vereador por Paripueira, Jader Messias Silva, por mais de duas horas, no último sábado (30), em Maceió. 

A vítima relatou que já havia tentado terminar o relacionamento várias vezes. “A gente chegou a se reaproximar e conversar na quinta-feira. No sábado, ele passou o dia trabalhando e eu fui para casa de uma amiga comemorar o aniversário dela e quando saí me deparei com ele me esperando. Ele foi atrás de mim até meu condomínio e pediu para eu parar meu carro porque queria conversar comigo. Quando eu parei, que ele entrou, pegou meu celular, não me deixou falar nada e me agrediu.”

Os dois namoraram por quase dois anos, segundo a administradora, que relatou agressões verbais antes. A vítima denunciou o caso à Polícia Civil. 

Confira a nota na íntegra: 

Nós, da associação AME, que acolhemos mulheres vítimas de violência de forma multidisciplinar, vem a público manifestar seu repúdio ao ato do acusado JADER MESSIAS SILVA LEÃO, que para se eximir de sua responsabilidade, acusa e denigre a imagem da vítima, aproveitando-se do momento de fragilidade da mesma. Esta, Administradora que alega e provará que foi vítima de uma tentativa de feminicídio.

 Ressalta-se que o acusado sempre foi uma pessoa agressiva, que inclusive já foi acusado por sua ex esposa, por ter praticado um crime da mesma natureza.

Não satisfeito com tamanho danos físicos causados, comete mais um crime, desta vez tenta assassinar a honra e moral da vítima na reportagem veiculada pelo jornal Gazeta Web publicada no dia 01/06/2020 às 14h57min, bem como na reportagem veiculada pelo portal Cada Minuto no dia 01/06/2020 às 16:19. O Sr. Jader, alega que estava sendo traído e que não provocou hematomas na vítima.

Como demonstramos acima, a declaração além de ser acusatória, ainda denigre a imagem da vítima, tendo o Sr. Jader praticado os crimes: difamação e Calúnia, já devidamente registrado na delegacia

A Associação AME repudia totalmente todos os atos praticados pelo Sr Jader que ao invés de se defender dos crimes cometidos ATACA MAIS UMA VEZ UMA MULHER INDEFESA!

Aos veículos de comunicação, cabe a nobre missão de veicular e informar a verdade, procurando sempre prestar a oportunidade de resposta da outra parte em que é acusada, inclusive se tratando da honra de uma mulher que foi brutalmente agredida. Diante desta declaração caluniosa e inverídica, conclama-se que as autoridades competentes apurem os fatos e adotem as medidas judiciais cabíveis. 

Fonte: Gazeta Web


Facebook Comments

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar