Home NotíciasPolicia Sangue e sêmen em casaco de vítima de estupro no Farol são de suspeito preso, aponta perícia

Sangue e sêmen em casaco de vítima de estupro no Farol são de suspeito preso, aponta perícia

Por Cleysson Carlos

A Polícia Civil e o Instituto de Criminalística (IC) confirmaram nesta terça-feira (30) que o exame de DNA feito com o material genético encontrado no casaco de uma mulher vítima de estupro, no bairro do Farol, é 100% compatível com o do suspeito preso pela polícia no dia 9 de junho. 

O delegado Thiago Prado, titular da Delegacia Especializada de Roubos da Capital (Derc), e a perita Carmélia Miranda, do Instituto de Criminalística, informaram à imprensa que o sêmen e sangue encontrados no casaco da vítima pertencem ao suspeito, de 39 anos.   

De acordo com o delegado, a prova elaborada pelo IC contribuiu muito com a conclusão do inquérito policial e irá robustecer ainda mais a tese da condenação do suspeito na Justiça. Prado revelou que o casaco da vítima foi apreendido na cena do crime e, de acordo com a mesma, a vestimenta estaria suja de esperma do autor do crime. Em seguida, o material foi encaminhado ao IC para a realização de exame de confronto do DNA do material com o perfil genético do suspeito. 

A perita Carmélia declarou que foram encontrados sêmen humano e sangue 100% compatíveis com o suspeito. Agora o suspeito segue detido no Sistema Prisional e pode ser punido com uma pena de até 20 anos de prisão.  


Polícia Civil e Instituto de Criminalística detalharam a perícia no caso (Foto: Divulgação)

O caso

Uma funcionário de uma loja de informática foi estuprada na manhã do dia 8 de junho, depois que chegou para trabalhar, desarmou o alarme do local e foi surpreendida pelo suspeito. De acordo com depoimento colhido pela Polícia Civil, o homem ameaçou a mulher com uma faca, a estuprou em seguida e depois a trancou em uma sala, enquanto roubou equipamentos e fugiu em seguida. 

O dono do estabelecimento forneceu as imagens à Polícia Civil, que realizou a prisão do suspeito na noite do dia 9 de junho. Segundo a polícia, o suspeito de 39 anos foi encontrado nas proximidades da Rodoviária e foi acompanhado pelos agentes até a casa onde morava. Lá, os policiais apreenderam as roupas utilizadas por ele no momento dos delitos.

Fonte: TNH1

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário