MunicípiosSLIDE

Após denúncia de vereadores, Ministério Público abre inquérito contra Prefeito de Junqueiro

Gestor municipal foi denunciado por usar a máquina pública em benefício da esposa e mais cinco familiares | 09/07/20 ÀS 11:09

Prefeito de Junqueiro / Carlos Augusto

Após três vereadores de Junqueiro denunciarem, na última sexta-feira, 03, o crime de nepotismo cometido pelo gestor municipal, o Ministério Público de Alagoas (MPE) abriu um inquérito para apurar o caso. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Ministério Público, nesta quinta-feira, 09.

O prefeito empregou a esposa, Vânia Marinho, e mais cinco familiares na Prefeitura, com salários de até R$ 5mil. Dos seis servidores citados na denúncia, apenas Vânia Marinho, esposa do gestor, e Maria da Penha, cunhada do prefeito, são concursadas, ambas como professoras. Elas atualmente exercem cargos de diretoras escolares, por indicação do prefeito.

Na lista entregue ao MPE, além de Vânia Marinho e Maria da Penha, estão empregados em cargos do município: Sarah Daise Marinho, Samara Lívia Marinho, sobrinhas da primeira dama, Lázaro Luciano Silva Marinho cunhado do prefeito, e Erivaldo Beltrão Tavares, primo do vice-prefeito.

Após ter acesso à denúncia, a Promotoria da cidade instaurou uma notícia fato, mas o promotor Rodrigo Soares da Silva resolveu converter o procedimento inicial em inquérito civil.

A Promotoria determinou que seja enviado um ofício para a Prefeitura de Junqueiro, solicitando informações sobre o quadro de funcionários. O prefeito Carlos Augusto deve enviar informações sobre os critérios de contratação dos parentes.

No documento, o promotor Rodrigo Soares da Silva explicou que “a nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança, ou, ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas.”

Fonte: Já é Noticias



Facebook Comments

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar