AlagoasSLIDE

Hemoal enfrenta situação crítica por causa do baixo estoque de sangue

Pandemia fez diminuir o número de voluntários no hemocentro; somente em Maceió, déficit de bolsas de sangue é de 72%. 09/07/20 ÀS 21:32

Hemoal explicou que coletas voltarão ao normal a partir das 07h dessa quarta-feira (20). — Foto: Carla Cleto/SesauPor causa da pandemia do novo coronavírus, o estoque de sangue do Hemocentro de Alagoas (Hemoal) está em situação crítica. Com as medidas de isolamento social, o número de candidatos à doação de sangue caiu muito, reduzindo assim a quantidade de bolsas disponíveis para atender os hospitais do estado. A informação foi repassada na tarde desta quinta-feira (9) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

Segundo a Sesau, na Unidade Arapiraca são necessárias, no mínimo, 200 bolsas mas, nesta quinta havia apenas 73, o que representa um déficit de 63,5%. Na Unidade Maceió, 85 bolsas estão armazenadas e a necessidade é de no mínimo 300, uma carência de 72%.

Doação segura

A Sesau lembra que os hemocentros não são unidades que atendem pacientes da Covid-19. Mesmo assim, o Hemoal adotou medidas sanitárias recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para resguardar os doadores. Foram colocados totens com pedais para a liberação de álcool em gel e o distanciamento social está sendo respeitado. Para evitar aglomerações, uma tenda com cadeiras foi montada no pátio.

Além disso, estão sendo disponibilizadas máscaras e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os técnicos que atuam no Hemoal, para que possam se proteger e também preservar a integridade dos candidatos à doação de sangue.

“São medidas que atendem às exigências da OMS para que todos os nossos doadores cheguem às nossas unidades saudáveis e, após a doação, continuem suas vidas com a saúde preservada”, disse a gerente do Hemoal, médica Verônica Guedes.

Onde fazer doação de sangue

Os voluntários devem comparecer a qualquer Unidade do Hemoal. No interior, as doações podem ser feitas em Arapiraca, no prédio do Laboratório Municipal, localizado na Rua Desportista Ernesto Alves Siqueira, no bairro Centro, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30.

Em Maceió, o posto de coleta está localizado na Rua Dr. Jorge de Lima, no bairro Trapiche, de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h e, aos sábados, das 8h às 17h.

Doações devem ser agendadas

Para facilitar o acesso dos candidatos à doação de sangue neste período pandêmico, o Hemoal adotou duas estratégias. Além de agendar a doação presencial, por meio dos telefones 3315 2109 (Maceió) e 3539 8285 (Arapiraca), os voluntários podem se reunir em grupos de até 10 pessoas, para solicitar a Hemovan, que irá transportá-los até as Unidades Maceió e Arapiraca, respeitando os limites de distanciamento social.

“Apenas os voluntários com boa saúde devem agendar as doações, com exceção dos idosos que mesmo podendo doar sangue até os 69 anos de idade devem permanecer em casa, em isolamento domiciliar, por serem mais vulneráveis ao novo coronavírus, conforme recomendam os infectologistas”, orienta a gerente.

Critérios para doação

Os interessados em se candidatar à doação de sangue devem:

  • ter peso igual ou superior a 50 kg,
  • ter no mínimo 16 anos,
  • portar um documento de identificação com foto.

No caso dos menores de 18 anos, é imprescindível estar acompanhado dos pais e portando um documento de identificação oficial e original dos responsáveis.

Impedimentos

Uma portaria expedida pelo Ministério da Saúde (MS) informa que ficam impedidas de se candidatar à doação de sangue as pessoas que tenham contraído hepatite após os 11 anos de idade, além de sífilis, Aids e doença de Chagas. No caso das gestantes e lactantes, é proibida a doação e, para repetir o ato, os homens devem respeitar o prazo de dois meses e as mulheres ficam impedidas durante três meses.

Os voluntários que vierem a contrair o novo coronavírus ficarão impedidos de doar sangue por 30 dias, após a cura. O impedimento momentâneo foi determinado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), órgão vinculado ao Ministério da Saúde (MS). Já os que tiveram contato com pessoas infectadas, devem aguardar 14 dias e, caso não apresentem sintomas, podem se dirigir até o Hemoal.

Fonte: G1 – Alagoas

Facebook Comments

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar