Anadia/AL

20 de setembro de 2021

Anadia/AL, 20 de setembro de 2021

Defensor público é acusado de usar o cargo para favorecer grupo político de Tanque D’arca

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 12 de julho de 2020

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
cats 54

Município de Tanque D’arca | Reprodução

O prefeito de Tanque D’arca, Will Valença, ingressou com um processo administrativo na Corregedoria Geral da Defensoria Pública Estadual contra o Defensor Público Marcos Antônio Silva Ferreira. Ele é acusado de usar o cargo para favorecer determinado grupo político do município. 

No documento, o gestor municipal pede que a corregedoria apure possíveis infrações disciplinares contra Marcos Antônio, sob a justificativa de que o seu “comportamento tem colocado em xeque a isenção com que atua essa Defensoria”. 

Segundo o denunciante, o Defensor Público estaria passando informações privilegiadas para o ex-prefeito Roney Tadeu Valença, que representa o grupo que faz oposição a gestão municipal, e tem a esposa como pré-candidata à Prefeitura. 

Roney Valença divulgou em sua rede social vídeos que destacam um áudio, supostamente do Defensor Público Marcos Antônio, informando que ingressou com uma Ação Civil Pública contra a Prefeitura. 

“Onde o opositor afirma categoricamente que estar em parceria e/ou conluio ao defensor para obter êxito e bônus em algo que o município já estava em vias de fazer e distribuir”, diz outro trecho do documento que se refere a distribuição de merenda escolar. 

Will Valença diz, ainda, que o Defensor Público Marcos Antônio agiu de forma política para beneficiar o grupo de oposição a atual gestão municipal. “Aparece como parceiro do candidato, inclusive com áudios pessoais e diretos a pessoa deste, demonstrando a finalidade exclusivamente política, reforçando atitude antiética do Defensor”.

Por fim, o prefeito solicitou, além da instauração de procedimento administrativo disciplinar, que o Defensor Marcos Antônio fique impedido de atuar em causas contra o município de Tanque D’arca. 

O 7 Segundos entrou em contato com a assessoria de comunicação da Defensoria Pública Estadual, mas, até o fechamento da matéria, não obteve retorno.

Fonte: 7 Segundos 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter