Home NotíciasPolitica Mourão leva para o seu gabinete general que contrariou Bolsonaro

Mourão leva para o seu gabinete general que contrariou Bolsonaro

Por Alagoas Brasil Noticias
Hamilton Mourão e Jair Bolsonaro (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

 O general Eugênio Pacelli Vieira Mota ganhou abrigo no gabinete do vice-presidente da República, Hamilton Mourão. O militar foi exonerado no fim de março por Jair Bolsonaro após contrariá-lo em relação ao rastreamento, importação e identificação de armas de fogo. 
 

Mota será chefe da Comunicação Social da vice-presidência, de acordo com informações publicadas pela coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, publicada nesta terça-feira (28).

Bolsonaro revogou três portarias que tinham como objetivo dificultar o acesso do crime organizado a munições e a armamentos extraviados das forças policiais do país. 

Mota era diretor de fiscalização de produtos controlados do Exército e foi responsável por portarias que facilitavam o rastreamento de armas. As portarias implementadas foram elaboradas após uma recomendação do Ministério Público Federal (MPF), de junho de 2018, no âmbito da investigação do assassinato da ex-vereadora Marielle Franco (PSOL), morta pelo crime organizado em março daquele ano. 

Em 2019 foram presos dois suspeitos de serem os assassinos da ex-parlamentar: o policial militar reformado Ronnie Lessa e o ex-militar Élcio Vieira de Queiroz. O primeiro é acusado de ter feito os disparos e o segundo de dirigir o carro que perseguiu a parlamentar. 

Lessa morava no mesmo condomínio de Bolsonaro. Queiroz havia postado no Facebook uma foto ao lado de Bolsonaro, que aparece com o rosto cortado na imagem.

Fonte: Brasil 247 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário