have you earned on forex trading before imposto sobre operações day trade lucro e perda notebook operando day trade operações day trade 8468 melhores corretoras de opções binárias para traders como funciona book ofertas opções binárias indicador de opções binarias e forex einstein plataformas para operar trade melhores ações opçoes petro para investir rico analista de investimento trader download planilha gerenciamento de risco para opções binárias como operar bolsa de valores na corretora active trade horario de funcionamento mercado de opçoes binarias calculo para ganhar 5000 com opçoes binaria como operar day trade banco inter olymp trade continua operando no brasil darf opções binárias
Home Religião Papa pede que se pare de utilizar religião para incitar ódio e extremismo

Papa pede que se pare de utilizar religião para incitar ódio e extremismo

Por Alagoas Brasil Noticias
 Foto: TNH1 
 
 
 

O papa Francisco publicou um pedido nas redes sociais neste sábado, 22, para que se deixe de utilizar a religião para “aterrorizar as pessoas”. “Peço a todos que parem de instrumentalizar as religiões para incitar ao ódio, à violência, ao extremismo e ao fanatismo cego”, publicou. “Deus não precisa ser defendido por ninguém e não quer que o seu nome seja usado para aterrorizar as pessoas”, também aponta a postagem do líder da Igreja Católica. Mais tarde, ele fez outra publicação, na qual diz: “Deus não te ama porque te comportas bem; ele simplesmente te ama e basta. Seu amor é incondicional, não depende de ti.”

Desde 2019, 22 de agosto é considerado o Dia Internacional em Memória das Vítimas de Atos de Violência baseados em Religião ou Crença, conforme foi estabelecido em Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). A escolha da data foi apoiada pelo Brasil e outros sete países (Canadá, Egito, Jordânia, Nigéria, Paquistão, Polônia e Estados Unidos).

A postagem do papa traz a hashtag #FraternidadeHumana, que faz referência ao Documento sobre a Fraternidade Humana, firmado durante encontro com o grande imã de Al-Azhar, Ahmad al-Tayyeb, do Conselho Muçulmano de Élderes, em 2019. No texto, assinado por ambos, há um apelo “a toda a consciência viva, que repudia a violência aberrante e o extremismo cego”.

 
Fonte: TNH1 
 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário