EsportesSLIDE

PSG emite nota de apoio a Neymar e cobra liga após acusação de racismo em clássico

Clube divulga comunicado para dar suporte ao brasileiro, que relatou injúrias raciais por parte do zagueiro Álvaro González, do Olympique: "Não há lugar para racismo na sociedade". 14/09/2020 14h46

O PSG divulgou nesta segunda-feira uma nota oficial de apoio a Neymar, um dia depois de o craque acusar o zagueiro Álvaro González, do Olympique, de racismo durante o clássico do último domingo. O clube parisiense emitiu um comunicado indicando que “apoia fortemente” o brasileiro e cobrando a liga francesa que investigue a denúncia feita por Neymar ainda no campo.

– O clube lembra que não há lugar para o racismo na sociedade, no futebol ou nas nossas vidas e apela a todos para que se manifestem contra todas as suas manifestações em todo o mundo – afirma a nota.

Neymar acusou Álvaro González de injúrias raciais durante o duelo entre PSG e Olympique, no último domingo, alegando que o espanhol o chamou de “macaco filho da p…”. O brasileiro chegou a relatar os atos preconceituosos durante a partida e, no fim do jogo, desabafou às câmeras logo depois de ser expulso por ter dado um tapa em Álvaro – em um lance revisto pelo VAR.

O camisa 10 deixou o campo irritado, denunciado o ato racista do defensor, e usou as redes sociais para continuar o desabafo e detalhar o ocorrido. Neymar chegou a dizer que se arrependeu de “não ter dado na cara” do adversário e respondeu uma postagem de Álvaro, que se defendeu dizendo que sua carreira jamais teve episódios do tipo, postando uma foto ao lado de jogadores negros do Olympique.

Segundo a rádio “RMC”, a liga francesa abriu uma investigação sobre o caso, e caberá ao comitê disciplinar aplicar possíveis sanções. Álvaro González poderia pegar um gancho de até 10 jogos pelos atos de preconceito, enquanto Neymar poderia ser suspenso por até sete partidas por conta da agressão em campo.

Confira o comunicado do PSG na íntegra:

 

“O Paris Saint-Germain apoia fortemente Neymar Jr, que disse ter sido vítima de insultos racistas de um jogador adversário.

O clube lembra que não há lugar para o racismo na sociedade, no futebol ou nas nossas vidas e apela a todos para que se manifestem contra todas as suas manifestações em todo o mundo.

Há mais de 15 anos, o clube está fortemente empenhado na luta contra todas as formas de discriminação ao lado dos seus parceiros como SOS Racisme, Licra ou Sportitude.

O Paris Saint-Germain conta com a Comissão Disciplinar da LFP para investigar e lançar luz sobre estes fatos. O clube está à sua disposição para colaborar no andamento das investigações.”

Fonte: Globo Esporte

Facebook Comments

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar