Home Mundo França e Portugal anunciam medidas para conter segunda onda da Covid-19

França e Portugal anunciam medidas para conter segunda onda da Covid-19

Por Alagoas Brasil Noticias

Foto: Reprodução

França e Portugal anunciaram nesta quarta-feira (14) novas medidas de restrição para conter o avanço da segunda onda do novo coronavírus que atinge a Europa.

O presidente da França, Emmanuel Macron, decretou toque de recolher noturno em Paris e outras grandes cidades do interior, para diminuir a velocidade de contágio do novo coronavírus.

A medida, que passará a valer no sábado (17), vigora das 21h até as 6h, e será aplicada durante quatro semanas.

Não há, por enquanto, previsão de se impor um novo lockdown no país. Também não serão impostas, por enquanto, restrições no transporte público, e as pessoas continuarão autorizadas a viajar entre as regiões do país.

Além da capital francesa, serão afetadas pela medida as cidades de Aix-Marseille, Grenoble, Montpellier, Toulouse, Saint Etienne, Lille e Lyon. Juntas, elas abrigam cerca de um terço dos 67 milhões de habitantes do país.

“O objetivo é reduzir os contatos particulares, que são os contatos mais perigosos”, disse Macron, em entrevista transmitida em rede nacional de TV.

“Temos que reagir. Estamos em uma situação preocupante”, completou, negando, porém, que a situação esteja fora de controle. 

O presidente francês também anunciou que a violação do toque de recolher será punida com uma multa de € 135 (equivalente a R$ 887,31 em conversão direta) na primeira ocorrência. Em caso de reincidência, o valor sobe para € 1,5 mil (R$ 9,8 mil).

A França registrou 22.591 casos do novo coronavírus nesta quarta-feira, a terceira vez em seis dias que o país supera a barreira de 20 mil infecções diárias. A Covid-19 já deixou mais de 32 mil mortos naquele país.

Portugal

Portugal, que também havia amenizado as restrições durante o verão europeu como forma de acelerar a recuperação da economia abatida pela pandemia, voltou a ajustar as regras de circulação. 

O país chegou a permitir a volta às aulas em escolas e universidades, mas agora o governo português declarou que vai decretar estado de calamidade no país novamente, a partir da meia-noite de quinta-feira (15).

A partir de então, não serão permitidas reuniões de mais de cinco pessoas que não morem juntas. A fiscalização do cumprimento das regras estabelecidas para o funcionamento de bares, restaurantes e do comércio também será intensificada. A transgressão das determinações pode custar uma multa de 10 mil euros. 

Fonte: CNN

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário