Foto: Assessoria/ Moradores fazem novo protesto contra a instalação da Braskem na região do litoral norte

Moradores integrantes do S.O.S. Litoral Norte realizaram neste domingo (01), mais um ato de protesto contra a possível instalação da mineradora Braskem no município de Paripueira, litoral norte do Estado. 

A mobilização esteve concentrada na rodovia AL-101 Norte, próximo a uma das vias de entrada da cidade. Foram recolhidas assinaturas da população com o intuito de mobilizar a população para a audiência pública que será realizada com o Ministério Público, ainda sem data definida.

A coordenadora do movimento, Tânia Santiago, falou da mobilização ao longo dos meses. “Temos ganho o apoio dos moradores do Pinheiro, Bebedouro, Bom Parto e Mutange nesta luta pela não exploração da sal-gema da Braskem na região. Ninguém melhor do que eles sabem muito bem a dor que estão sentindo com a perda das moradias nestes bairros”, lamentou.

O protesto também teve a distribuição de panfletos e adesivos às pessoas que passavam pelo local da concentração. O movimento S.O.S. Litoral Norte programa outros atos ao longo do ano.  

A Braskem solicitou à Agência Nacional de Mineração (ANM) a realização de estudos para a identificação de áreas de reserva de sal-gema em Ipioca, Paripueira e Barra de Santo Antônio, uma vez que existe a probabilidade da existência de minérios na região. A empresa pretende fazer pesquisas de campo para determinar o local exato das jazidas.

Esta já foi a terceira ação de conscientização promovida pelo S.O.S. Litoral Norte, desde o conhecimento do interesse da extração pela Braskem.

Fonte: Cada Minuto