Home MAIS NOTICIAS Seguranças envolvidos na morte de João Alberto são demitidos

Seguranças envolvidos na morte de João Alberto são demitidos

Por Alagoas Brasil Noticias
Vídeo compartilhado nas redes sociais mostra agressões a homem negro no estacionamento do Carrefour – Foto: Uol/Reprodução / Estadão Conteúdo >> 19:29

Passadas mais de 24 horas da morte de João Alberto Silveira Freitas, 40 anos, o Grupo Vector, empresa terceirizada do hipermercado Carrefour, anunciou que rescindiu por justa causa os contratos de trabalho dos dois vigilantes envolvidos no espancamento do cliente negro na noite de quinta-feira, 19. A morte gerou revolta e protestos em todo o País. O laudo médico apontou que a vítima morreu por asfixia.
Em comunicado, a empresa informou lamentar “profundamente os fatos ocorridos e se sensibiliza com os familiares da vítima”. Em nota divulgada na noite passada, a companhia garantiu não ser responsável pela vigilância do prédio, mas sim do setor de prevenção e perdas.

 
Os vigias Magno Braz Borges e Giovane Gaspar da Silva, policial militar temporário, foram flagrados pelas câmeras de segurança espancando João Alberto até a morte. Os dois tiveram prisão preventiva decretada pela Justiça. Eles foram autuados em flagrante por homicídio triplamente qualificado por motivo fútil, asfixia e recurso que impossibilitou a defesa da vítima.
 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário