estratégia com 100 de acerto opções binárias curso operador trade teresina trader web sem permissão para operar resolvido malandragem das corretoras opçoes binarias olymp trader iq option quanto dinheiro eu preciso pra investir em day trade como ser consistente na opções binárias planilha de martingale opções binárias quanto posso ganha com opçoes binarias pubk em opções binária investir corretora day trade sinais de opções binarias gratis o que é mhi em opções binarias curso swing trader xp investments diferenca entre trading e forex contos de pessoas que ganharem dinheiro na opçoes binarias como operar com swing trade na clear trading forex with standard bank
Home NotíciasEconomia Auxílio emergencial em 2021 é tema central na disputa pela Câmara

Auxílio emergencial em 2021 é tema central na disputa pela Câmara

Por Alagoas Brasil Noticias

Aplicativo da Caixa para o auxílio emergencial

MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL – 21.07.2020 | Ester Farias | 16:29

Uma nova rodada de pagamentos do auxílio emergencial tornou-se um dos temas principais na disputa pelo comando do Congresso Nacional. Na Câmara, os dois principais candidatos já se posicionaram a favor de discutir a retomada do programa.

A pressão para a prorrogação do programa se torna cada vez maior entre os parlamentares e já entrou no radar do Ministério da Economia. No entanto, de acordo com informações do Estadão, a equipe econômica avalia que, caso haja necessidade de retomar o pagamento do benefício, o valor precisará ficar abaixo dos R$ 300.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, já afirmou publicamente a possibilidade de prorrogação do auxílio emergencial caso uma segunda onda de infecções da covid-19 atinja o país. No entanto, até o momento, nenhum movimento foi realizado.

Desde já, a afirmação é que um benefício de R$ 300 ou mais é financeiramente insustentável. Em 2020, o Brasil se endividou para destinar um total de R$ 322 bilhões ao pagamento do auxílio emergencial.

Debate no Congresso

Recentemente, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) deu início à coleta de assinaturas de apoio a um requerimento de convocação extraordinária do Congresso em janeiro para votar um novo decreto de calamidade, a renovação do auxílio emergencial e a universalização de uma vacina contra o coronavírus.

O debate sobre medidas de ajuda também está no foco dos principais candidatos à presidência da Câmara. Na última quarta-feira, 06 de janeiro, ao lançar oficialmente sua campanha, o deputado Baleia Rossi (MDB-SP) defendeu aumentar o Bolsa Família ou retomar o pagamento do auxílio emergencial.

“Ano passado, parecia que íamos virar o ano e a pandemia ia acabar. Essa não é a realidade. Hoje, temos milhões de brasileiros que vão deixar de receber o auxílio e voltar a ter dificuldade do mais básico, que é ter alimento na sua mesa”, afirmou Baleia.

O deputado Arthur Lira (PP-AL), um dos principais concorrentes pelo comando da Câmara, também afirmou sua defesa ao fortalecimento de políticas sociais. Em uma de suas redes sociais, o candidato informou seu plano de uma reorganização dos programas de renda mínima, “mas sem abrir mão da austeridade fiscal e do teto de gastos”. “A demagogia fiscal sempre custa caro para o País e, em especial, para os mais pobres”, escreveu o deputado.

 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário