curso aprender como automatizar opções binárias investir em operação binaria relatorios vale apena investir a2 trader média de 14 períodos opções binárias operando day trade traduzione incredible divergences co trading system forex estudo de velas opcoes binarias curso forex exodus trading baixar ativa investimento horario day trade verao opçoes binarias no metatrader 5 investir em açoes app binarias world trade investment wti forex day trading signals mercado trader - curso opções binárias e robôs traders robo q opera na olype trade forex online trading system investir day trad
Home Brasil Bolsonaro sobre vacina: “A obrigatoriedade vira uma irresponsabilidade”

Bolsonaro sobre vacina: “A obrigatoriedade vira uma irresponsabilidade”

Por Alagoas Brasil Noticias

MYKE SENA/ESPECIAL PARA O METRÓPOLES | FLÁVIA SAID | 11:30

A apoiadores nesta sexta-feira (15/1), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse que não faz campanha contra a vacina da Covid-19, mas voltou a questionar a eficácia e afirmou que, no que depender dele, a aplicação do imunizante não será obrigatória.

Bolsonaro já afirmou reiteradas vezes que não pretende tomar a vacina e frequentemente questiona a eficácia e chama a atenção para eventuais efeitos colaterais. Em dezembro, ele chegou a ironizar o imunizante, dizendo que quem o tomasse poderia virar jacaré.

“Não estou fazendo campanha contra a vacina. Agora, é uma vacina experimental. Então, a obrigatoriedade fica sendo uma irresponsabilidade”, disse o presidente.

Dois imunizantes estão sendo analisados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) — o da Astrazeneca, desenvolvido no Brasil pela Fiocruz em parceria com a Universidade de Oxford, e a Coronavac, produzida em São Paulo pelo Instituto Butantan em cooperação com a farmacêutica chinesa Sinovac Biotech.

A agência reguladora vai deliberar sobre os pedidos de uso emergencial de vacinas contra a Covid-19 no próximo domingo (17/1).

Caso seja concedida a autorização de uso emergencial, os imunizantes estarão liberados para serem aplicados na população brasileira. Segundo o ministro da Saúde, o país estará pronto para começar a campanha de vacinação contra o novo coronavírus até quatro dias após ser dado sinal verde do órgão regulatório.

Campanha de vacinação

Está confirmada, para a próxima terça-feira (19/1), a apresentação do Plano Nacional de Vacinação contra a Covid-19. Ainda sem horário definido, o evento simbólico será realizado no Palácio do Planalto, com a presença de governadores.

A ideia do governo é que já na quarta-feira (20/1) a população comece a ser imunizada contra a doença. Está prevista a aplicação de 8 milhões de doses, ainda neste mês.

O chefe do Executivo voltou a dizer que, apesar de muitos países terem iniciado as campanhas de vacinação, a cobertura ainda é baixa.

“Vários países começaram a vacina e o Brasil lá embaixo com um X vermelho, agora a média está abaixo de 2%”, pontuou o titular do Planalto.

A conversa de Bolsonaro com simpatizantes foi divulgada no YouTube por um canal alinhado ao presidente. O vídeo possui cortes e edições.

Fonte: Metrópoles 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário