A paixão de Oscar pelo Chelsea segue viva. Em entrevista ao “The Guardian”, o meio-campista brasileiro, que atualmente joga no Shanghai SIPG, da China, revelou ter o desejo de encerrar sua carreira nos Blues.

– Não penso em deixar a China. Há um grande projeto para mim aqui. Mas, para encerrar minha carreira, gostaria de voltar ao Chelsea. Lá construí uma bela história. Fui para a Premier League bem jovem, numa época em que os torcedores não confiavam muito nos jogadores brasileiros. Eu ajudei a mudar isso. Estarei um pouco mais velho quando tentar esta jogada de novo, mas, como estou jogando muito bem, com boas estatísticas, sinto que ainda há um lugar para mim no Chelsea. 

Quando estava no Chelsea, Oscar atuou com craques que hoje atuam por outros times da Premier League: De Bruyne, que está no Manchester City, e Mohamed Salah, do Liverpool.

– De Bruyne até me deu uma assistência. Houve uma formação em que Hazard, De Bruyne e eu jogamos no meio-campo e funcionou bem. Ele teve poucas chances, jogou bem, mas depois se machucou. Eu acho que não ser consistente em um clube que tinha muitas opções no meio do campo significava que ele não se encaixava bem na época. Com Salah era diferente. Ele era imparável durante os treinos, mas sempre tímido e quieto fora do campo. Durante os jogos, acho que ele não teve a confiança que vimos em todos os clubes em que jogou depois do Chelsea, especialmente agora no Liverpool. 

Para ele, o estilo de José Mourinho pode ter afetado os dois craques, mas elogia o português.

– Às vezes os jogadores não se sentem confortáveis ​​com essa pressão. Gostei porque me fez melhor. Mourinho me ajudou muito e é um dos melhores treinadores do mundo. Ele dá muita confiança aos seus jogadores, mas também quer vê-los atuar no nível dessa confiança.

Fonte: Lance Net