Foto: Ascom IMA | Descarte irregular de lixo | 16:14

Os responsáveis por resíduos sólidos que não apresentarem o Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR), emitido pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA/AL), poderão sofrer autuação entre R$ 14 e 35 mil reais, a partir de amanhã (27).

O cadastro deve ser feito através do Sistema de Gerenciamento Online de Resíduos Sólidos (Sgors), e os responsáveis pela produção até a destinação final de resíduos sólidos tiveram um prazo de 60 dias, após a divulgação da Portaria Nº 226/2020 da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), publicada em 28 de dezembro no Diário Oficial do Estado, para se adequarem ao Sgors.

Apesar do prazo para a emissão do MTR ser até esta sexta-feira (26), os cadastros podem ser feitos a qualquer momento. Como explica Paulo Freire, gerente de monitoramento e fiscalização do IMA. “O prazo para emitir o manifesto de transporte é até hoje, então a partir de amanhã se o responsável for fazer o transporte de resíduos precisa estar com o MTR em mãos” expõe.

Ao entrar em vigor, apenas o Manifesto de Transporte de Resíduos (MTR) emitido pelo Sgors é válido para comprovar o rastreio dos resíduos sólidos. Dessa forma, existe o registro de todos os dados que consequentemente coíbem o descarte irregular.

O cadastro deve ser feito através de: https://sgors.ima.al.gov.br/.  Para eventuais dúvidas, o Instituto disponibiliza via Whatsapp (82) 98833-9407 opção 11 e dispõe de Manual Sgors.

Fonte: Cada Minuto