Home Municípios [Vídeo] Professora do Sertão faz vaquinha para comprar remédio usado em tratamento de câncer

[Vídeo] Professora do Sertão faz vaquinha para comprar remédio usado em tratamento de câncer

Por Alagoas Brasil Noticias

Liane Barbosa faz vaquinha e provavelmente terá que importar remédio – Foto: Reprodução | 18:05

Uma professora do município de Água Branca está fazendo uma campanha para adquirir medicação necessária para o tratamento de câncer. Liane dos Santos Barbosa tem 27 anos e foi diagnosticada há um mês com linfoma de Hodgkin esclerose nodular.

“É um baque tanto para mim, como para a minha família e para os meus amigos. A gente está se dando força neste momento complicado. Tem dias que a gente não quer se entregar, mas tem dias que a gente se abala, tanto eu como a minha família, principalmente a minha mãe, que está comigo em todos os momentos”, relata a jovem.

Liane conta que, como parte do tratamento precisa fazer uso da medicação Bleomicina 15U e a primeira aplicação do medicamento deveria acontecer no próximo dia 04 de março, quando está marcada a primeira sessão de quimioterapia a que ela será submetida.

A médica hematologista com quem a professora está se tratando afirma que o uso do remédio pode garantir 80% de chances de cura da doença e apesar do medicamento fazer parte da lista do Sistema Único de Saúde, ele está em falta. A professora está reunindo os documentos necessários para acionar a Defensoria Pública e, enquanto isso, fez uma vaquinha para tentar comprar as primeiras doses da medicação.

A professora conta que até agora, usou o próprio dinheiro para custear as viagens e outras despesas durante o diagnóstico, mas nem ela e nem a família tem condições financeiras para arcar com as doses do remédio, que tem custo total em torno de R$ 8 mil.

“Felizmente conseguimos uma boa quantia [com a vaquinha], mas quando fui pesquisar para de fato comprar a medicação, descobri que ela está em falta no Brasil. Estou tentando ver se tem algum hospital que possa vender, mas é possível que seja necessário importar o remédio, então o custo pode ser muito maior do que esperamos”, declarou.

Quem puder ajudar, pode enviar PIX pela Caixa Econômica (CPF: 10714796441) ou pelo Nubank (cel:82999505335)

Fonte: Sete Segundos 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário