Home NotíciasEsportes Técnico do América-MG protesta contra a CBF e a volta do futebol na Copa do Brasil: “Estou perdendo amigos!” (vídeo)

Técnico do América-MG protesta contra a CBF e a volta do futebol na Copa do Brasil: “Estou perdendo amigos!” (vídeo)

Por Alagoas Brasil Noticias
Técnico Lisca desabafa sobre a situação da pandemia no país e pede paralisação do futebol | 21:32

 O técnico do America-MG, Luiz Carlos Cirne Lima de Lorenzi, o Lisca, protestou contra a CBF pela manutenção da Copa do Brasil. Ele lembrou ainda da situação caótica no país diante da pandemia do novo coronavírus.

“Vou aproveitar para fazer um apelo às autoridades do Brasil, principalmente à CBF. É quase inacreditável que saiu uma tabela da Copa do Brasil hoje com oitenta clubes para o dia 10, dia 17, que vamos levar jogador com delegação de 30 jogadores de um lado para outro do país. Nosso país parou, gente. Não tem lugar nos hospitais, eu estou perdendo amigos, amigos treinadores. É hora de segurar a vida. Aqui no Mineiro tudo bem, é mais perto, mas como vão levar uma delegação do norte para o Sul. Presidente Caboclo, pelo amor de Deus, Juninho Paulista, Tite, Kéber Xavier, autoridades. Nós estamos apavorados”, disse.

Nesta quarta-feira, o clube informou três novos casos da doença no elenco. O volante João Gabriel e os atacantes Marcelo Toscano e Kawê testaram positivo nos testes realizados para a partida contra o Athletic.

Recorde de mortes no Brasil

O Brasil vive seu pior momento da pandemia da Covid-19. Relatório do Conselho Nacional de Secretários de Saúde divulgado às 18h registra 1.910 por Covid-19 nas últimas 24 horas, fazendo desta quarta o dia mais letal desde o início da pandemia, muito acima da marca registrada ontem. O Ministério da Saúde confirmou o número de mortes.

Os números do Conass informam ainda que o Brasil chegou a 259.271 mil mortos e que tem 10.718.630 milhões de pessoas infectadas com coronavírus. Foram 71.704 mil novos casos no último dia.

Nesta terça, o mesmo Conselho registrou 1.641 mortes em apenas um dia, que havia sido até então o mais letal da pandemia. Pouco depois, o consórcio dos veículos de imprensa divulgou um número ainda maior: 1.726.

Fonte: Brasil 247 

Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário