Anadia/AL

26 de outubro de 2021

Anadia/AL, 26 de outubro de 2021

No Castelão, CRB é derrotado para o Fortaleza na estreia pela Copa do Nordeste: 1 a 0

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 4 de março de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
_K5A7214

Daniel de Oliveira – Regatas mudou postura na segunda etapa, mas não evitou derrota – 16:19
A estreia pela Copa do Nordeste foi amarga para o CRB. O Galo foi até a capital cearense nesta quarta (3) e foi derrotado para o Fortaleza por 1 a 0, na Arena Castelão. O time regatiano até tentou a reação na etapa final, mas não conseguiu evitar o revés. Bruno Melo anotou o gol da vitória tricolor no final do primeiro tempo.

Agora, as equipes se preparam para mais um desafio pela Lampions League. O Galo dá continuidade à sequência duríssima e recebe o Sport no Rei Pelé. A partida está programada para este sábado (6), às 16h. No mesmo dia, às 20h30, o Leão do Pici terá mais uma peleja em um Castelão, porém, desta vez, o do no Maranhão. O tricolor irá enfrentar o Sampaio Corrêa pela segunda rodada da competição.

Clique aqui para conferir como foi o duelo através do tempo real.

Regatas não conseguiu fazer uma boa exibição na primeira rodada do Nordestão — Júlio Kaesar/O POVO

Primeiro tempo

A peleja se iniciou com uma disputa muito boa, com as equipes partindo para cima desde o apito que abriu o espetáculo. Apesar de o Galo chegar mais vezes, foram os cearenses que levaram mais perigo. Aos 6 minutos, o estreante Lucas Crispim foi acionado na entrada da área, ajeitou e bateu colocado na esquerda. A redonda saiu tirando tinta do poste de Edson Mardden.

Depois das investidas de ambos os lados, a partida ficou mais equiparada e a disputa ficou tão pensada quanto um jogo de xadrez. O Galo usou muito a posse de bola no intuito de furar a forte defesa tricolor, mas não foi bem sucedido e cedeu muitos desarmes à equipe da casa. Porém, quando esteve com a redonda, o Leão também trocou figurinhas e não foi eficiente lá na frente.

Galo até assustou no primeiro minuto, mas o Leão dominou a primeira etapa — Júlio Kaesar/O POVO

Após a marca dos 23 minutos, quando Quintero não conseguiu aproveitar uma grande oportunidade na área após cruzamento, a partida perdeu em emoção e foi se desenrolando em ares monótonos. Os cearenses até conseguiram empurrar o Regatas contra a parede, o time alvirrubro conseguiu encaixar uma boa marcação.

O Galo sentiu muita dificuldade ao tentar encaixar jogadas ofensivas, errando bastante em passes de curta e média distância. Na faixa dos 30, o Fortaleza seguiu fazendo um grande volume no campo ofensivo, mas o jogo não fluiu para o escrete da capital cearense, que ainda viu os regatianos chegarem com perigo aos 41′.

A efetividade, que esteve em falta durante todo o primeiro tempo, se fez presente no Leão aos 44 minutos com a abertura do placar. Em cobrança de escanteio, Juninho cruzou fechadinho no primeiro pau e Bruno Melo desviou sutilmente e tirou o zero do marcador. O árbitro piauiense acrescentou mais três minutos, mas o primeiro tempo chegou ao último apito ainda aos 47′. Fim da etapa inaugural: Fortaleza 1×0 CRB.

Segunda etapa

Com o prejuízo adquirido no finalzinho da primeira parte, o Galo iniciou a etapa complementar com sangue nos olhos e partiu para cima do Leão. Durante os 10 minutos iniciais, o time regatiano rondou a área adversária e apostou na bola na área e nos escanteios para chegar perto do gol.

Wesley foi um dos nomes mais falados no lado do Galo — Júlio Kaesar/O POVO

Nos dez seguintes, o Regatas conseguiu ser mais agudo ainda. Aos 13 minutos, Hyuri foi acionado dentro da área e, desequilibrado, cruzou da direita e o zagueiro Wanderson cortou para escanteio. Na cobrança, a bola rasgou a área perigosamente. Felipe Alves subiu alto para ficar com ela, mas não foi bem e quase se complicou na boa trama do Galo.

Apesar de estar completo em campo, o Leão só voltou em espírito para a partida apenas aos 20 minutos. Com isso, os papéis foram invertidos a partir do segundo terço da etapa final. O Regatas, que antes atacava, assistiu os donos da casa ocuparem o seu território e levar perigo à meta alvirrubra.

Na reta final da partida, o Galo se lançou ao ataque no esforço final para evitar a derrota, mas a zaga do Tricolor do Pici se mostrou sólida e não deu chances à equipe alvirrubra. O árbitro Diego da Silva Castro estendeu o duelo em mais cinco minutos, que chegou ao final aos 50′, com a vitória do Fortaleza por 1 a 0.

Galo correu atrás, mas não conseguiu segurar o Tricolor do Pici no Castelão — Júlio Kaesar/O POVO

Fortaleza – Felipe Alves; Tinga, Quintero, Wanderson e Bruno Melo; Juninho, Pablo (João Paulo) e Lucas Crispim (Luiz Henrique); Romarinho (Oswaldo), David (Tiago Orobó) e Wellington Paulista (Carlinhos). Técnico: Enderson Moreira.

CRB – Edson Mardden; Reginaldo Lopes, Gum, Ewerton Páscoa e Guilherme Romão (Luca Caio); Claudinei, Wesley (Davi Lessa) e Jorge Jiménez (Lucão); Diego Torres, Régis (Luidy) e Hyuri. Técnico: Roberto Fernandes.

Árbitro – Diego da Silva Castro (PI).

Assistentes – Rogério de Oliveira Braga (PI) e Janystony Rabelo de Melo (PI).

Fonte: Gazeta Web


Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter