Anadia/AL

26 de outubro de 2021

Anadia/AL, 26 de outubro de 2021

Prefeitura de Marechal Deodoro adota toque de recolher e barreira sanitária na Praia do Francês e feira livre

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 4 de março de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
2929ad6f-91a8-4777-b981-c074b18d25f3

Por Tatianne Brandão – Prefeitura de Marechal Deodoro adota toque de recolher – 15:42

Assim como ocorreu com outros municípios de Alagoas, Marechal Deodoro também vai adotar o toque de recolher e outras medidas de endurecimento para tentar conter o avanço da Covid-19 na cidade, que é um grande polo turístico do Estado, a partir desta sexta-feira (5). No novo decreto, que será publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), além da proibição do funcionamento de bares e restaurantes depois das 22h, a Prefeitura vai instalar barreiras sanitárias na Praia do Francês e no mercado livre.

Segundo o prefeito Cacau Filho (MDB), a prefeitura manteve diálogo com todo o segmento turístico para definir as medidas mais restritivas que não seja o lockdown. A capacidade dos bares e restaurantes será de 50% do público e os estabelecimentos terão que fechar às 22h, pelos próximos 15 dias.

Por receber uma grande quantidade de turistas todos os meses do ano, o Município irá montar barreiras sanitárias na Praia do Francês e na feira livre da cidade. No entanto, o acesso à praia continua liberado neste momento.

“Recebemos um fluxo de turistas de todos os estados brasileiros, mas vamos iniciar barreiras sanitárias na Praia do Francês e na feira livre todos os dias. Lá, as pessoas vão ter a temperatura aferida, disponibilização de álcool em gel e todos devem usar máscara e manter o distanciamento social. Se houver necessidade, vamos colocar em outros lugares. O toque de recolher será para toda cidade. Os bares e restaurantes deverão funcionar até as 22h. Será permitida música ao vivo nesses estabelecimentos, mas está proibido que as pessoas fiquem em pé”, explicou Cacau.

Outra medida será restringir o número de passageiros no transporte alternativo e diminuir a quantidade de táxis circulando na cidade. O município pretende, ainda, fazer a testagem de todos os motoristas complementares e a sanitização das igrejas.

O prefeito anunciou, ainda, que não deve abrir o hospital de campanha no momento. “Temos o Centro de Triagem funcionando e vamos abrir outro na Massagueira. O Hospital de Campanha ainda não está nos planos”, disse.

Após pedido do Ministério Público Estadual (MPE), a Prefeitura informou que acionou o Comitê de Combate à Pandemia do novo coronavírus, que ficará responsável pela avaliação de toda situação de enfrentamento da Covid-19 no município.

Município adotou medidas restritivas para conter avanço da Covid-19 — Assessoria

Fonte: Gazeta Web


Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter