Home Alagoas Alagoas registra 623 casos e 13 mortes por Covid-19 em 24 horas

Alagoas registra 623 casos e 13 mortes por Covid-19 em 24 horas

Por Alagoas Brasil Noticias

Foto: PM-AL. 19:52
O estado de Alagoas registrou 13 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas, chegando ao total de 3.060 óbitos desde o início da pandemia. Os dados são do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) divulgado nesta sexta-feira (5).

O interior concentrou o maior número de óbitos, 9 no total. Maceió registrou 4 mortes e 294 casos nas últimas 24 horas.

Desde o começo da pandemia, o estado registrou 134.419 casos confirmados da doença; 623 desses casos confirmados nas últimas 24 horas.

Do total de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, 127.580 se recuperaram e 3.107 estão em tratamento, em isolamento domiciliar.

O número acumulado de casos suspeitos chegou a 12.692.

Do total de leitos exclusivos para Covid-19, 64% estavam ocupados nessa quinta (4). A taxa de ocupação de leitos de UTI estava em 72%.

Os óbitos registrados em 24 horas não significam, necessariamente, que as mortes aconteceram de um dia para o outro, mas que foram contabilizadas no sistema neste período. Os números dos boletins epidemiológicos costumam ser menores aos fins de semana e às segundas-feiras por causa do atraso na notificação nessas datas.

Mais 13 mortes por Covid-19

  • Maceió: Homem, 47 anos – sem comorbidades
  • Maceió: Homem, 55 anos – sem comorbidades
  • Maceió: Mulher, 63 anos – hipertensa e diabética
  • Maceió: Mulher, 84 anos – sem comorbidades
  • Junqueiro: Homem, 53 anos – diabetes e doença cardiovascular
  • São José da Tapera: Homem, 55 anos – sem comorbidades
  • Traipu: Homem, 66 anos – diabetes e hipertensão
  • Marechal Deodoro: Homem, 73 anos – hipertensão
  • Traipu: Homem, 74 anos – sem comorbidades
  • Arapiraca: Homem, 74 anos – sem comorbidades
  • Campo Alegre: Homem, 76 anos – diabetes e hipertensão
  • Arapiraca: Homem, 77 anos – hipertenso e câncer
  • Pão de Açúcar: Mulher, 72 anos – câncer 

    Fonte: G1-Al. 


Facebook Comments

você pode gostar

Deixe um Comentário