Anadia/AL

17 de outubro de 2021

Anadia/AL, 17 de outubro de 2021

2020 de novo? Psicóloga diz que contexto de saúde voltou a trazer o sentimento de desânimo e desesperança

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 9 de março de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
karla-e1615300918538

Por Raíssa França – Karla Karolyne – Foto: Reprodução – 14:12
Sensação de que estamos vivendo 2020 de novo. Desânimo e falta de perspectiva. A chegada da vacina trouxe esperança, mas ninguém contava com um aumento no número de casos da covid-19 e com novas variantes. Isso parece que afetou diretamente a saúde mental da população e trouxe, novamente, uma descrença no amanhã. E agora, como lidar com isso?

O Eufemea conversou com a Psicóloga Clínica Karla Karolyne, especialista em Psicologia da Saúde. Segundo ela, esse novo momento da pandemia tem trazido para algumas pessoas os sentimentos de angústia e desesperança.

Entretanto, Karla disse que por mais difícil que esteja a situação, é importante compreender que é um momento e que vai passar.

“Tem coisas que fogem do nosso controle e como forma de cuidar da nossa saúde mental, precisamos desenvolver uma aceitação disso, desenvolvendo também uma preocupação que seja saudável para o momento e que nos ajude executando as atitudes que estão sob o nosso controle, que são as formas de prevenção que temos”, reforçou.

Tempo perdido?

A psicóloga também comentou sobre as pessoas que sentem que estão perdendo o tempo da vida por causa da pandemia. Para a especialista, o tempo não será perdido se “soubermos aproveitá-lo da forma que é possível no momento, nos adaptando sempre”.

Karla disse que muita coisa mudou e mais uma vez é necessário a aceitação disso. 

“Precisamos  nos manter em constante renovação das práticas de trabalho, estudos, das relações sociais, e adaptá-las ao contexto vivenciado, para que possamos ter a sensação de que foi um tempo produtivo, apesar das restrições”, justificou.

Por causa da demanda das pessoas com questões emocionais relacionadas à pandemia, a psicóloga viu um aumento no consultório.  

De acordo com a especialista, as pessoas têm buscado terapia pelo receio de vivenciar situações semelhantes ao primeiro momento da pandemia, de muitas perdas, luto, incertezas com relação ao futuro, ansiedade e medo da morte. “O contexto de saúde voltou a trazer o sentimento de desânimo e desesperança”, disse.

E será que a saúde mental das pessoas será mais afetada em 2021 por causa da falta de perspectiva? Para a especialista, sim.

Karla disse que a sensação de falta de controle e a desesperança ao ver que o contexto de saúde tem piorado, pode despertar emoções como a ansiedade e angústia. 

“Além disso, alguns fatores que prejudicam a saúde mental surgem como reflexo da pandemia: diminuição dos contatos sociais, mudança nas formas de lazer, mudanças nos contextos profissionais, como perda de emprego, alteração na situação financeira. Tudo isso pode afetar a forma como enxergamos o mundo e nos sentimos”, afirmou.

Para enfrentar esse momento, Karla disse que a dica é encontrar formas de se acolher. 

“Preservar contatos sociais, manter um nível de previsibilidade com relação à própria rotina, aceitando que existem coisas que não podemos controlar, encontrar formas de adaptação da vida profissional, dos momentos de autocuidado e de lazer”, acrescentou.

Para ela, é necessário cuidar dos pensamentos, observando  se as preocupações e emoções estão compatíveis com o momento vivido, ou se estão catastróficas e despertando emoções que paralisam.

Fonte: Cada Minuto


Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter