Anadia/AL

17 de outubro de 2021

Anadia/AL, 17 de outubro de 2021

FAF confirma sequência do Campeonato Alagoano

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 11 de março de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
xxz

 Presidente da FAF, Felipe Feijó, seguirá com protocolos sanitários (Foto: Ascom) | 16:06 

O futebol alagoano não vai parar. Isso é o que garante a Federação Alagoana de Futebol, mesmo com o avanço de contágio e mortes pelo coronavírus. “A Federação não está se posicionando sobre isso (pausa no futebol). O campeonato segue normalmente com jogadores de todos os times sendo testados e a Federação mantendo os protocolos”, explicou o presidente da entidade Felipe Feijó. Os dirigentes de CSA e CRB também não quiseram opinar sobre a possível paralisação das competições.

CBF

A CBF divulgou um relatório da efetividade do protocolo de segurança e combate ao coronavírus e defendeu a continuidade dos campeonatos em meio ao auge da pandemia no Brasil. “A aplicação do protocolo sanitário, com a convicção ainda mais forte que nós já tínhamos no ponto de vista teórico, em agosto, quando retomamos. Mas agora com convicção da aplicação na prática. O futebol é seguro, controlado, responsável e tem todas as condições de continuar”, disse Walter Feldman, secretário-geral da CBF, antes de passar a palavra ao médico Jorge Pagura.

Esse é o pior momento da pandemia no Brasil. Na última segunda-feira, 1.954 pessoas morreram no país vítimas da Covid-19, um recorde. Ao todo, o Brasil perdeu 268.568 vidas (números de desta quarta, 10) para o vírus. Só em março, já são 13.550 mortes registradas em solo brasileiro.

Em seguida, Pagura, que é o coordenador médico da CBF, apresentou alguns dados e informações sobre o protocolo que explicam a decisão da entidade em seguir com os campeonatos no Brasil. “Trabalhamos em conjunto para que a gente pudesse realizar nossa atividade. Somos médicos, treinados para salvar e não há nada mais importante que a vida. Reconhecemos também o problema social como perda de empregos. Tentamos unir preservação da saúde de qualquer maneira e tentar elaborar um protocolo que preenchesse alguns preceitos. 1º: segurança de todos; 2º: controlabilidade; 3º: manutenção das atividades. Isso norteou o nosso trabalho”, disse Pagura.

Os estaduais de Santa Catarina e Paraná foram suspensos, enquanto no Acre a federação adiou o início do campeonato, que estava previsto para começar no último fim de semana. A liberação do torneio depende da autorização das autoridades locais. O Catarinense, por causa do agravamento da pandemia, só voltará a ter jogos quando os hospitais tiverem mais leitos de UTI.

Fonte: Tribuna Hoje 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter