Anadia/AL

17 de outubro de 2021

Anadia/AL, 17 de outubro de 2021

Lula recebe a primeira dose da vacina contra covid-19 em São Bernardo

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 13 de março de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
lula-tomando-vacina

Lula recebe a primeira dose. “Bolsonaro e seu ministro da Saúde têm de deixar de ser ignorante” – Reprodução

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu hoje (13) em São Bernardo a primeira dose da vacina contra a covid-19. Lula tomou a Coronavac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e importada e distribúida pelo Instituto Butantan.

“Estou feliz e espero que essa vacina dê o resultado que eu sonho e que o povo brasileiro sonha para se livrar desse monstro que é o coronavírus. Mas eu poderia estar muito mais feliz se tivesse vacina para todo mundo. Vacina é obrigação do governo brasileiro”, disse.

Acompanhado pelo ex-ministro da Saúde e deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP), ele aproveitou a ocasião para reforçar críticas ao presidente Jair Bolsonaro pela condução da pandemia de covid-19 – que aliás é reprovada em escala mundial.

Lula vacinado

“O presidente da República tem de deixar de ser ignorante. Ele e seu ministro da Saúde têm de aprender a respeitar o sentimento do povo brasileiro e garantir vacina para todos”, disse Lula, que lembrou de todos os trabalhadores que têm de sair para trabalhar durante a pandemia, e os profissionais da saúde, que colocam suas vidas em risco a todo momento.

O ex-presidente reforçou a necessidade de combate ao negacionismo. “Ficam falando bobagem. Só tem um jeito de a gente se livrar do coronavírus: tem de tomar a vacina. A gente  não quer saber de que país vem a vacina. A gente tem de tomar”.

O grande esforço dos governadores, que não têm apoio do governo federal no combate a pandemia que ganha dimensões cada vez maiores no país, com mais de 2 mil mortos a cada 24 horas, foi elogiado. Assim como a experiência brasileira bem sucedida em campanhas de vacinação, elogiada em todo o mundo.

No entanto, Lula destacou a indignação com o fato de o Brasil ainda não ter condições de desenvolver e produzir suas próprias vacinas. “Um país que tem institutos como a Fiocruz e o Butantan não tem como não ter vacina própria. Se tivéssemos um governo sério, que não falasse tanta bobagem, a gente já teria vacina suficiente para atender o nosso povo.”

E se dirigiu a parcelas da população que, assim como o presidente Bolsonaro, desdenham da gravidade da doença e seguem uma rotina em que desprezam todas as recomendações para conter o contágio. “Se você pegou, você vai passar. Então não pegue nem passe. Esse é o lema. Se cuide para que amanhã você não esteja chorando a morte de um ente querido”.

Para o deputado Alexandre Padilha, que é médico infectologista, o gesto de Lula “é forte” e vai influenciar muitas pessoas ainda em dúvida quanto à vacinação. Além disso, reconhece o esforço de trabalhadores e de cientistas, que trabalham incansavelmente em busca de um imunizante.

Fonte: RBA


Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter