André Schmidt | 16:17

Centroavante – e dos bons – nos tempos de jogador, Crespo, hoje treinador, aguarda a chegada de um novo artilheiro no São Paulo. Na última semana, alguns nomes foram sondados no mercado, entre eles o do brasileiro Tiquinho Soares, que rescindiu seu contrato recentemente com o Tianjin Teda, da China.

Revelado pelo América de Natal, o atacante defendeu apenas equipes menores no cenário nacional, como Botafogo, Treze, CSP e Sousa, todos da Paraíba, sua terra natal, além de Cerâmica, Veranópolis e o Pelotas, do Rio Grande do Sul, de onde saiu em 2014 para defender o Nacional, de Portugal. Começava ali a carreira de sucesso do jogador no país.

Soares precisou de nove jogos para marcar seu primeiro gol pelo clube e mais seis para se tornar titular. Depois disso, no entanto, não parou mais. Foram 16 bolas na rede em 49 atuações antes de trocar o Nacional pelo Vitória de Guimarães, na temporada 2016/2017, e menos que isso – 24 partidas e 10 gols –  para chegar até o Porto, onde conquistaria dois títulos nacionais.

Em três temporadas em meia pelos Dragões, Tiquinho viveu sua melhor fase da carreira. Além das taças levantadas, obteve uma boa média de gols, anotando 79 tentos em 170 jogos realizados entre fevereiro de 2017 e julho de 2020.

TIQUINHO SOARES EM PORTUGAL
– Dados do site OGol

– Nacional – 16 gols em 49 jogos – 3137 minutos em campo
– Vitória de Guimarães – 10 gols em 24 jogos – 2080 minutos em campo
– Porto – 79 gols em 170 jogos – 10554 minutos em campo
TOTAL – 105 gols em 229 jogos – 15771 minutos em campo
MÉDIA –  1 gol a cada 150 minutos em campo

Fonte: Lance Net