Anadia/AL

21 de outubro de 2021

Anadia/AL, 21 de outubro de 2021

Doria determina investigação contra empresário que ameaçou Lula em vídeo com arma

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 16 de março de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
Former Brazilian President Luiz Inacio Lula da Silva speaks at the Metalworkers Union headquarters in Sao Bernardo do Campo, Sao Paulo state, Brazil, Wednesday, March 10, 2021, after a judge threw out both of his corruption convictions. (AP Photo/Andre Penner)
Foto: AP Photo/Andre Penner | Gustavo Schmitt | 12:37

 

Após um empresário ameaçar o ex-presidente Lula num vídeo em que aparece com uma arma, o governador João Doria determinou nesta segunda-feira uma investigação policial para apurar o caso. Doria tomou a medida e logo em seguida ligou para avisar a presidente do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann.

O autor da gravação identificado como José Sabatini é morador de Artur Nogueira, no interior de São Paulo. O vídeo viralizou em grupos de WhatsApp poucos dias após o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, anular as condenações do petista e torná-lo elegível.

Nas imagens, o empresário faz ameaças e xingamentos: “Lula seu filho da (…), quero dar um recado pra você, tá. Hoje é sábado, dia 13 de março, presta atenção no recado que eu quero dar pra você, seu vagabundo. Se você não devolver os R$ 84 bilhões que roubou do fundo de pensão dos trabalhador (sic), você vai ter problema (sic)”, diz o empresário, enquanto aponta para a arma. Ele prossegue em seguida: “Não tenta transformar o meu país numa Venezuela, eu vou derramar meu sangue, mas eu vou lutar pelo meu país. A minha parte eu vou fazer. Não admitirei você transformar o meu país numa Venezuela. Você vai ter problema, hein, cara. Valeu?!”.

Em nota, Doria disse que entende que “não será à base de ameaças, agressões ou tiros, que o Brasil encontrará o caminho da paz, equilíbrio e respeito pela democracia e pelo contraditório”. Em tom conciliador, Doria ainda acrescentou:

“A condenação da violência política é uma regra imutável da democracia”.

No domingo, petistas já haviam acionado apresentado uma queixa-crime ao procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mário Sarrubbo, para que o empresário seja investigado pela possível prática de ameaça, incitação ao crime, calúnia, porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e disparo de arma de fogo.

Fonte: Yahoo  

 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter