Anadia/AL

27 de outubro de 2021

Anadia/AL, 27 de outubro de 2021

Carla Perez zomba de palpites sobre relação com Xanddy: ’22 carnavais’

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 17 de março de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
xx11

Carla Perez concede entrevista ao Conversa com o Bial | Imagem: Vídeo/Reprodução | 15:14

Carla Perez zombou de quem, um dia, considerou que a relação dela com Xanddy seria apenas um amor de Carnaval. “Então são 22 carnavais”, afirmou a ex-dançarina do É O Tchan, relembrando o tempo juntos entre namoro e casamento.

A frase foi dita durante entrevista do casal para o Conversa com Bial, que foi ao ar na madrugada de hoje na Globo. O casal contou sobre o momento delicado que enfrentou em 2006, que quase culminou em divórcio. “Para aquela época, onde a internet e os smartphones não eram fortes, foi uma época muito difícil pra mim, como mãe de duas crianças, simplesmente ver que eu estava sozinha praticamente, sem meu marido, distante de mim. Ficamos uma semana que parecia uma eternidade”, revelou ela.

A filha do casal, Camilly Victória, também participou do programa para falar sobre a relação dos pais. “A relação de meus pais é um exemplo pra mim, não só como pais, mas como relacionamento porque os dois estão sempre unidos porque todas as decisões são feitas juntos, isso é um exemplo muito grande pra mim”, contou a jovem.

Carla não falou apenas da relação que ela tem com o marido e os filhos. Durante o programa, lembrou o período em que era uma das mulheres mais queridas pelo público brasileiro, com direito até a relembrar a tumultuada saída do É o Tchan. “Minha saída foi por causa da agressão, mas depois a gente se acertou e viramos todos amigos de volta e tenho uma gratidão muito grande para o É O Tchan”, confirmou ela.

Sobre o fato de ter milhares de fãs crianças na época em que se apresentava pelo país, ela explicou. “O adulto gostava e a criança também porque tinha a dança que era sensual, meu trabalho que eu tinha que fazer, mas dentro de mim eu era uma meninona”.

Xanddy fala sobre preconceito.

“Nos dois, três primeiros anos quando nós surgimos, os homens não gostavam muito disso não”, revelou Xanddy, ao contar que foi agredido no começo da carreira, quando surgiu dançando e rebolando. “Eles achavam que eu era gay e partiam para cima, às vezes”.

Bial e Carla Perez chegaram a brincar sobre o fato de que a raiva era por homofobia, mas também pelo fato de que o vocalista do Harmonia do Samba ter se tornado um dos homens mais desejados do país na época.

O Conversa com Bial vai ao ar de segunda a sexta-feira, após o Jornal da Globo.

Fonte: Uol / Splash  

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter