Anadia/AL

26 de outubro de 2021

Anadia/AL, 26 de outubro de 2021

Metade dos adultos do Reino Unido já recebeu primeira dose de vacina

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 20 de março de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
xx1
Em um vídeo publicado em sua conta no Twitter, Hancock elogiou o programa nacional de imunização pelo êxito e agradeceu o “trabalho duro” dos funcionários envolvidos na campanha de vacinação em massa lançada no início de dezembro.

“Estou absolutamente feliz em dizer que já vacinamos metade dos adultos no Reino Unido. É um grande sucesso”, diz o ministro no vídeo.O Reino Unido é o pais europeu mais afetado pela pandemia e o quinto mais afetado do mundo, com 126.026 mortes pela Covid-19.

Em contrapartida, a campanha de vacinação tem sido rápida. Segundo dados oficiais mais recentes, 26,26 milhões de pessoas receberam a primeira dose de uma das duas vacinas usadas no momento no Reino Unido, a da AstraZeneca ou a da Pfizer. Outros 2 milhões já receberam a segunda dose.

Uma terceira vacina, a Moderna, foi aprovada pelo órgão regulador britânico e deve estar disponível “nas próximas semanas”, disse Hancock na última quinta-feira.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, vacinado na sexta-feira com o imunizante da AstraZeneca também saudou a marca alcançada. Em sua conta oficial no Twitter, escreveu: “Obrigado a todos os envolvidos nesta conquista fantástica. Vamos em frente”. Ele recebeu a dose no hospital St. Thomas, em Londres, onde passou três dias na UTI em abril de 2020 por Covid-19.

A vacinação do premiê aconteceu um dia depois que reguladores britânicos e europeus deram garantias sobre sua segurança, em meio a temores de possíveis adversidades. A revisão do imunizante, feito em parceira com a Universidade de Oxford, foi feita após alguns países europeus suspenderem temporariamente o uso por receio de graves efeitos colaterais.

Apesar de atrasos de abastecimento previstos para abril, o governo britânico ainda mantém seu objetivo de dar a primeira dose da vacina para todos com mais de 50 anos até meados de abril, e para todos os adultos até o final de julho.

No começo de março, o país iniciou uma retomada gradual a uma “certa normalidade”, como definido por Johnson, com a permissão da volta às aulas, sob medidas de segurança e testes em passa para detecção da Covid. As lojas consideradas não essenciais e os terraços de bares e restaurantes reabrirão em 12 de abril, de acordo com o programa do governo, que espera suspender todas as medidas de restrição em 12 de junho.

Fonte: DW 

 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter