Anadia/AL

22 de outubro de 2021

Anadia/AL, 22 de outubro de 2021

Equipamento produzido na Ufal vai ajudar em treinamento para intubação

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 26 de março de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
XX1

Desenvolvimento dos laringoscópios faz parte do projeto de extensão (Foto: Ascom Ufal) | 15:43 

O Laboratório de Computação Científica e Visualização (LCCV) da Ufal, em parceria com o Laboratório de Fabricação Digital (Fab Lab), produziu 22 lâminas, que permitem a visualização em 3D para laringoscópios. Esse equipamento vai contribuir com o treinamento de profissionais da Saúde que realizam a intubação em pacientes com covid-19. A visualização é importante para garantir um processo com o menor desconforto possível para o paciente.

O professor Adeildo Júnior é o coordenador de pesquisas e novas fronteiras do LCCV e informa que os equipamentos já estão prontos para a distribuição. “Os recursos para esse projeto foram financiados por dois projetos, um da Ufal junto ao MEC e outro em convênio com o Ministério Público do Trabalho (MPT) em Alagoas. Por enquanto, os equipamentos só serão utilizados nos treinamentos”, destacou o pesquisador.

O desenvolvimento dos laringoscópios faz parte do projeto de extensão do LCCV para auxiliar o combate à pandemia de covid-19, que inclui uma série de atividades e produção de materiais. “Para que esses equipamentos possam ser utilizados diretamente na intubação dos pacientes, precisamos melhorar o processo de esterilização e ter a autorização da Anvisa. Os equipamentos podem ser até utilizados em um só paciente e descartados, porque a produção tem baixo custo”, explicou o professor.

Adeildo Júnior informa que o projeto tem a consultoria e a participação de vários médicos, entre eles Manoel Álvaro, do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HU) da Ufal, e Sandra Givo, do Instituto Saúde e Cidadania (Isac). A médica vai contribuir também na distribuição dos equipamentos para as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). “A diretora-médica foi diversas vezes ao nosso laboratório com a equipe dela para aprimorarmos o modelo da lâmina do laringoscópio”, ressaltou o coordenador do LCCV.

Fonte: Tribuna Hoje 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter