Anadia/AL

17 de outubro de 2021

Anadia/AL, 17 de outubro de 2021

CSA perde invencibilidade no Nordestão ao ser derrotado pelo Ceará por 2 a 0

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 31 de março de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
WhatsApp_Image_2021-03-31_at_20.33.13

Por Daniel de Oliveira / Time marujo teve que queimar três substituições por lesões e sofreu a primeira derrota no Nordestão; Mendoza e Felipe Vizeu garantiram a vitória do Vozão / Foto: Augusto Oliveira/CSA <> 23:33

A noite desta quarta (31) foi totalmente azarada para o CSA. O time marujo sofreu com a bruxa e foi derrotado para o Ceará no Castelão por 2 a 0. na Copa do Nordeste. A substitução do goleiro Thiago Rodrigues e do lateral direito Cristovam no início desestabilizaram a equipe no primeiro tempo, o que afetou o revés ao final da partida e o fim da invencibilidade na competição. Mendoza e Felipe Vizeu anotaram os tentos da vitória do Vozão.

Com este resultado na sexta rodada, o time marujo perdeu uma boa chance de alcançar a liderança do Grupo B, mas segue no G-4 e ocupa a segunda colocação, com os mesmos 9 pontos. Já os cearenses seguem invictos na competição e se encontram na terceira posição do Grupo A, com 10 pontos.

Agora, o Azulão se prepara para o seu próximo desafio pela competição. No próximo sábado (3), os alvicelestes recebem o 4 de Julho-PI no Rei Pelé. Em Maceió, a bola rola às 18h15. O Ceará, por sua vez, irá a Recife para encarar o Sport no mesmo dia. O jogo será realizado às 16h, na Ilha do Retiro. As partidas são válidas pela sétima rodada.

Primeiro tempo

A partida começou de forma trágica para o Azulão. Logo aos 3 minutos, o Ceará chegou perigoso com um chute de longe de Charles. Thiago Rodrigues defendeu e, no rebote, dividiu com Mendoza e levou a pior, sofrendo uma joelhada do atacante adversário. O goleiro não teve condições de continuar e Darley entrou em campo. Antes disso, aos 2′, o time marujo já tinha sofrido a sua primeira baixa, quando o lateral direito Cristovam sentiu e foi substituído por Marquinhos.

Dellatorre foi muito pouco acionado e ficou isolado em campo — Augusto Oliveira/CSA

Os primeiros 15 minutos foram marcados por uma forte pressão do Vozão, empurrando o time azulino contra as cordas e forçando o erro na saída de bola. Com isso, o resultado não poderia ser outro: gol do Ceará aos 19′. Mendoza recebeu com certa liberdade na entrada da área e soltou um foguete, sem chances para Darley. Após o forte golpe, os marujos até tentaram reagir, mas pecaram na transição e abriram mais espaço ainda para a equipe cearense.

O Azulão conseguiu entrar na partida apenas na faixa dos 30 minutos, quando teve mais a posse de bola e ocupar mais o campo ofensivo. Porém, a equipe alviceleste não encontrou espaço para tentar a finalização e não assustou os alvinegros. O Vozão soube se adequar ao momento e continuou chegando perto no contra-ataque. A reta final ficou mais equilibrada, mas sem grandes chances. Devido os atendimentos médicos e as duas substituições forçadas logo no início, o árbitro estendeu a primeira etapa em oito minutos e deu o seu último assopro aos 53′. Fim do primeiro tempo: Ceará 1×0 CSA.

Segundo tempo

O Azulão voltou para a etapa complementar com outra substituição forçada. O lateral esquerdo foi mais um a sentir e deixar o campo, dando espaço ao jovem Tito. Os marujos até voltaram com vontade para buscar o empate, chegaram perto, mas viram o time alvinegro responder em seguida e retomar o controle da disputa. O Vozão seguiu com a marcação em cima, jogando com uma defesa alta e pressionando os azulinos.

Apesar do sufoco, a equipe alviceleste conseguiu acumular boas chegadas através da bola parada e jogadas pela periferia, porém, conseguiu colocar o arqueiro adversário para trabalhar apenas uma vez através de um chute de Marco Túlio aos 23′. Os cearenses recuaram um pouco posteriormente, mas ainda viam as portas da área azulina escancaradas. Apesar das boas chances, o time alvinegro não colocou o pé na forma e não acertou nas finalizações.

Filemon ainda acertou o travessão, mas o CSA não balançou as redes — Augusto Oliveira/CSA

Após a faixa dos 30′, o Vozão cansou e foi cadenciando a disputa. O Azulão não aproveitou o momento, foi inofensivo e viu a equipe cearense ampliar dez minutos depois. Aos 41′, Mendoza cruzou da esquerda, Filemon não conseguiu cortar e a sobra ficou com Vizeu, que só empurrou para o fundo das redes. A reta final foi marcada por um clima tenso e a partida chegou ao fim após oito minutos de acréscimos, aos 53′, com a vitória do time mandante: Ceará 2×0 CSA.

Ficha técnica

Ceará – Richard; Gabriel Dias (Eduardo), Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco; Charles, Oliviera, Vina, Mendoza e Saulo (Felipe Vizeu); Cléber (Marlon). Técnico: Guto Ferreira.

CSA – Thiago Rodrigues (Darley); Cristovam (Marquinhos), Rodolfo Filemon, Lucão e Vitor Costa (Tito); Geovane (Ítalo), Silas, Rodrigo Pimpão e Marco Túlio (Silvinho); Iury e Dellatorre. Técnico: Mozart.

Árbitro – Marielson Alves Silva (BA).

Assistentes – Elicarlos Franco de Oliveira (BA) e Luanderson Lima dos Santos (BA).

Quarto árbitro – Raimundo Rodrigues de Oliveira Júnior (CE).

Fonte: Gazeta Web


Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter