Home Alagoas Alagoas registra 753 casos e 22 mortes por Covid em 24 horas

Alagoas registra 753 casos e 22 mortes por Covid em 24 horas

Por Alagoas Brasil Noticias

Foto: Reprodução
Alagoas registrou 753 casos e 22 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) desta quinta-feira (8).

O documento mostra que o estado chegou ao total de 158.822 casos confirmados e 3.732 óbitos causados pelo coronavírus. 150.949 pacientes se recuperaram, e outros 3.362 continuam em isolamento domiciliar.

O número acumulado de casos suspeitos chegou a 9.998. Esses são casos de pessoas que fizeram exames, mas aguardam resultado.

taxa de ocupação dos leitos de UTI no estado é de 88%. Em Maceió, a ocupação de UTI é de 92%, segundo boletim divulgado às 16h dessa terça (6).

Mais 22 mortes por Covid-19

  • Maceió: Homem, 43 anos – hipertenso
  • Maceió: Homem, 70 anos – diabético
  • Maceió: Homem, 71 anos – sem comorbidades
  • Maceió: Homem, 78 anos – sem comorbidades
  • Maceió: Homem, 78 anos – sem comorbidades
  • Maceió: Homem, 92 anos – hipertenso, depressão e síndrome do pânico
  • Maceió: Homem, 93 anos – sem comorbidades
  • Maceió: Mulher, 65 anos – diabética, hipertensa e cardiopata
  • Maceió: Mulher, 67 anos – obesa – morreu em casa
  • Penedo: Homem, 69 anos – diabetes
  • Penedo: Mulher, 45 anos – doença cardíaca crônica e diabetes
  • Penedo: Homem, 51 anos – diabético e doença cardiovascular
  • Rio Largo: Mulher, 59 anos – sem comorbidades
  • Rio Largo: Homem, 63 anos – diabético – morreu em casa
  • União dos Palmares: Homem, 50 anos – sem comorbidades
  • União dos Palmares: Homem, 76 anos – hipertenso e obeso
  • Mata Grande Homem, 61 anos – obeso, hipertenso e doença cardiovascular
  • Maragogi: Homem, 63 anos – hipertenso, diabético, obeso e erisipela
  • Campo Alegre: Homem, 86 anos – hipertensão
  • Murici: Mulher, 50 anos – diabética
  • Arapiraca: Mulher, 70 anos – hipertensa e diabética
  • Viçosa: Mulher, 91 anos – sem comorbidades

    Fonte: G1-Al.


Facebook Comments

você pode gostar