Home Alagoas Governador fala em ‘não perder o foco’ e deve mexer pouco em atuais regras de distanciamento

Governador fala em ‘não perder o foco’ e deve mexer pouco em atuais regras de distanciamento

Por Alagoas Brasil Noticias

TNH1 | Gilson Monteiro | 14:32

Ocupação de leitos de UTI ainda muito elevada – sempre beirando os 90% e passando disso na capital – e estabilização do número de mortes mas em um patamar alto – 24 óbitos em 24 horas -, numa semana com maior número de mortos na pandemia no estado. É nesse cenário pouco favorável, mensurado pelo Observatório Alagoano de Políticas Públicas Para Enfrentamento à Covid, da Ufal, e pela Secretaria de Estado da Saúde, que o governo do estado atualiza hoje o decreto que disciplina o distanciamento social em Alagoas.

Em coletiva na manhã desta terça-feira (13), durante posse de novos secretários estaduais, Renan Filho (MDB) confirmou a atualização do decreto para hoje a tarde, mas com mudanças pouco significativas, e falou em “não perder o foco” no distanciamento social.

“Serão feitas algumas mudanças, mas mudanças pequenas, talvez no sentido de mais permissimas, mas pequenas, para que a gente mantenha o foco no plano de distanciamento, e a gente consiga não colpsar [o sistema de sáude] em Alagoas, que tem sido uma grande vitória do estado nesses meses de pandemia”, disse o governador. 

A Secretaria de Comunicação confirmou a coletiva de logo mais – que você acompanha ao vivo pelo TNH1 – mas ainda não divulgou horário. 

As mudanças sutis que devem vir com o novo decreto devem confirmar o que apurou o jornalista Ricardo Mota em seu blog no TNH1. A previsão, segundo o blog, é de que os números da Covid dessa última semana sejam suficientes apenas para ampliar um pouco mais o horário de abertura de bares e restaurantes, que, depois de serem liberados para o almoço, vão ter “direito ao jantar”, com uma esticada até as 20h.

Em pesquisa divulgada hoje, a seccional alagoana da Associação Brasileira de Bares e Resturantes (Abrasel) diz que 86% das empresas do segmento estão endividadas. Mas a divulgação não traz detalhes do estudo.

Boa notícia: queda no número de casos

O mesmo relatório da Ufal que radiografou a última semana como a pior em número de mortos no estado traz também um alento em meio à apreensão dessa segunda onda da Covid-19.

De acordo com o Observatório, o número de novos casos diminuiu e os dados da 14ª semana epidemiológica sugerem “uma tendência de desaceleração na transmissão do novo Coronavírus em Alagoas”.

Mas vale ressaltar que, infelizmente, desaceleração não indica controle da transmissão, segundo os critérios do Comitê Científico do Consórcio Nordeste (C4NE), que exige, entre outros requisitos, uma redução do número de óbitos em um período mínimo de quatorze dias.

“Neste cenário, é essencial que continuemos com as atuais medidas de controle até que tenhamos a confirmação da estabilização da transmissão”, alerta o coordenador do Observatório, Gabriel Bádue.

Segundo o pesquisador, a situação ainda é muito semelhante às semanas anteriores. “Os dados apresentam pouca alteração ao observado nas semanas anteriores. Desta vez, Alagoas apresentou uma desaceleração na transmissão, o que resultou na queda do número de casos registrados na 14ª semana, cerca de 10%, em relação à semana anterior, e na redução do número reprodutivo efetivo que foi estimado abaixo de 1”, disse.

Fonte: TNH1 

Facebook Comments

você pode gostar