Home BLOGS INVESTIGAÇÃO DA FAMÍLIA COELHO, DEIXA PF/PE SOB TENSÃO

INVESTIGAÇÃO DA FAMÍLIA COELHO, DEIXA PF/PE SOB TENSÃO

Por Alagoas Brasil Noticias

Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) – Foto: Reprodução – 23:31
Com as mudanças promovidas pelo governo Bolsonaro na cúpula da Polícia Federal (PF), algumas superintendências passaram a viver um clima de tensão. É o caso da PF no vizinho estado de Pernambuco. Ali, duas investigações em andamento miram a família do líder do governo de Jair Bolsonaro no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). Na semana passada, uma operação da PF denominada Contrassenso, realizou buscas na Prefeitura de Petrolina, comandada por Miguel Coelho, filho de Bezerra. Outra investigação tem como alvo o próprio senador e outro filho seu, Fernando Filho por irregularidades junto a construtoras quando o senador era ministro da Integração Nacional.

Lixo hospitalar na praia

As autoridades do Rio Grande do Norte ainda não conseguiram identificar a origem do lixo encontrado semana passada em diversas praias da região sul do Estado. Foram recolhidos sapatos, roupas, mochilas, tubos para coleta de sangue, seringas e documentos num total de 1,5 tonelada de resíduos. Segundo o Idema, órgão de controle ambiental estadual (RN)), foi possível identificar parte do material, nomes de municípios de Pernambuco (como Recife), e também de Alagoas.

Lixo hospitalar na praia 2

O resíduo de origem desconhecida começou a chegar as praias na quarta-feira e atingiu a faixa de areia de quatro municípios: Baía Formosa, Canguaretama, Tibau do Sul e Nísia Floresta. Uma das hipóteses é que pode ter caído algum malote da embarcação que presta serviço no recolhimento dos resíduos em algum estado da região.

Educação ambiental nas escolas

As escolas que fazem parte da Rede Estadual de Ensino, deverão adotar, a partir de agora, ações ambientais que permitam a implantação da Cultura de Ambiente Saudável e Qualidade de Vida. É a chamada Escola Sustentável. A lei inclui processos educativos permanentes e continuados junto à comunidade escolar, além de uma série de outras ações de incentivo à sustentabilidade e preservação ambiental.

  • Um submarino da Indonésia que estava desaparecido, foi encontrado naufragado e dividido em três pedaços no Mar de Bali.
  • Toda a tripulação, formada por 53 pessoas foi dada como morta pelas equipes de busca do Exército e da Marinha, que localizaram o que sobrou da embarcação a 850m de profundidade.
  • As equipes de resgate também encontraram novos objetos, incluindo coletes salva-vidas de deviam pertencer ao KTI Nangala-402, submarino de 44 anos.
  • A embarcação perdeu o contato com o radar na quarta-feira, quando se preparava para conduzir um exercício de torpedo.
  • O chefe do Estado Maior da Marinha da Indonésia, Yudo Margono, disse neste domingo, que a tripulação não teve culpa pelo acidente e que o submarino não sofreu um blecaute, e culpou “as forças da natureza”.

    Fonte: Blog do Dresch



Facebook Comments

você pode gostar