Home » Fura-filas: Sinpro denuncia estudantes da área da saúde por fraude em documentos para receber vacina contra Covid-19

Fura-filas: Sinpro denuncia estudantes da área da saúde por fraude em documentos para receber vacina contra Covid-19

Por Alagoas Brasil Noticias
 

O Sindicato dos Professores de Alagoas (Sinpro-AL) denunciou ao Ministério Público Estadual (MPE-AL) os inúmeros casos de estudantes da área da saúde que estão “furando a fila” da vacinação contra a Covid-19 em Maceió.

Em entrevista ao Cada Minuto, o presidente do Sinpro, Eduardo Vasconcelos, afirmou que alunos dos cursos de medicina, fisioterapia, biomedicina e nutrição estão apresentando formulários falsos de estágio para justificarem a imunização.

“Queremos saber quem é o responsável, quantas pessoas e desde quando isso está acontecendo”, disse. “Quem irá bancar a segunda dose dessas pessoas?”.

Vasconcelos lamenta que, no lugar de grupos prioritários, como pessoas com comorbidadeS e professores, estudantes que não fazem parte do grupo prioritário tenham “furado a fila” da vacina.

Ele complementa que alunos de instituições públicas e privadas estão envolvidos no caso, e que muitos estão alterando formulários de aulas práticas (que, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, não garante prioridade na vacina) e preenchendo com informações de estágio obrigatório nos ambulatórios das unidades de ensino, por exemplo.

Em grupos de alunos de medicina, uma conversa sobre a falsificação do documento de estágio está circulando, em que as pessoas falam sobre o preenchimento do formulário com dados falsos.

“Os alunos estavam colocando na rede social, zombando diretamente da de todo mundo”, reforçou o presidente do Sinpro. “Não só o pessoal da rede privada, mas todos os estudantes da área de saúde [fizeram isso]”. 

A primeira denúncia veio de um aluno do curso de saúde que denunciou, anonimamente, à ouvidoria do Sinpro que a grande maioria dos estudantes estava fraudando o termo de estágio.

“Então, pode ser uma coisa muito grande e um escândalo grande”, reforçou.

A Prefeitura de Maceió disse que, em consenso com as instituições de ensino, decidiu que estudantes agora devem apresentar o Termo de Compromisso de Estágio (TCE) no momento da imunização, ao invés das declarações solicitadas anteriormente.

Fonte – Cada Minuto

Facebook Comments

você pode gostar