Home » Vítima de ataque a creche em SC sonhava em fazer intercâmbio

Vítima de ataque a creche em SC sonhava em fazer intercâmbio

Por Alagoas Brasil Noticias

Os pais da agente educacional Mirla Renner, de 20 anos, morta no ataque a creche em Saudades, no Oeste catarinense, lidam com o luto da perda de filha e pedem por justiça. Eles contam que, mesmo trabalhando na escola há dois anos e adorando crianças, a jovem tinha outros planos.

Segundo os pais, ela queria terminar a faculdade de engenharia química e fazer um intercâmbio para o Canadá. Mirla era filha única do casal.

“[Ela] só pensava em estudar, no serviço dela. Nunca deu serviço pra nós”, disse o pai, Marcos Costa.

Mirla, uma professora de 30 anos e três crianças de 1 ano foram assassinadas em 4 de maio. O autor do crime recebeu alta médica e foi encaminhado para o Presídio Regional de Chapecó, na mesma região, na quarta-feira (12).

“Só queremos justiça. Vamos ver o que vai dar. Tem que ter força para aguentar, mas não vai ser fácil”, disse o pai.

Pra suportar a saudade e lidar com o luto, os pais recorrem às fotos da filha.

“Ela era um tesouro, só fazia o bem, só ajudava. Todo mundo sabe como ela era carinhosa, querida e doce. [Era] Uma guerreira essa menina” , afirmou a mãe, Neusa Renner Costa.

Homenagens

Familiares e amigos das cinco vítimas mortas no ataque a creche realizaram uma homenagem em frente à unidade infantil na terça (11), uma semana após as mortes. Músicas, orações e reflexões fizeram parte da celebração.

A homenagem reuniu dezenas de pessoas ao anoitecer e durou cerca de 40 minutos. Após falas dos presentes e músicas, houve silêncio e também salva de palmas.

No domingo (9), também houve homenagens, durante a missa de sétimo dia das vítimas, que foi antecipada.

O suspeito, um jovem de 18 anos, entrou na escola infantil com um facão. Ele também deu golpes contra si mesmo após o ataque e foi internado.

O delegado responsável pelo caso ouviu o jovem pela primeira vez na segunda (10), mas detalhes sobre o depoimento e as investigações não foram relevados.

Um bebê que ficou ferido no atentado foi levado ao hospital em estado grave, mas se recuperou. Ele recebeu alta no domingo (9).

Fonte: Gazeta Web 

Facebook Comments

você pode gostar