Anadia/AL

2 de agosto de 2021

Anadia/AL, 2 de agosto de 2021

Flamengo vence e mantém hegemonia no Campeonato Carioca

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 22 de maio de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
603745580-60a9b77d97530

Por Matheus Dantas – Foto: Lance! 23:25
Segue a hegemonia rubro-negra no futebol do Rio de Janeiro. Em clássico de tempos distintos diante do Fluminense, no Maracanã, o Flamengo venceu por 3 a 1 e conquistou o seu 37º Campeonato Carioca, o terceiro seguido.

Gabigol foi o grande nome do Flamengo, com uma grande atuação e dois gols no primeiro tempo, que foi de total domínio rubro-negro. A segunda etapa teve um Fluminense melhor, que descontou com Fred, de pênalti, mas não conseguiu empatar. João Gomes, aos 41 minutos, selou a vitória e o título.

Rogério Ceni e Roger Machado mandaram a campo o que tinham de melhor, e o Fla-Flu decisivo desenrolou-se de forma previsível: o Rubro-Negro ocupando o campo ofensivo, com a bola, o Tricolor buscando o contra-ataque. Contudo, apenas a estratégia do Flamengo funcionou no primeiro tempo no Maracanã.

Após um breve início em que o Fluminense adiantou a marcação, o Flamengo passou a encontrar espaço para trocar passes, envolveu o adversário e rondou a área de Marcos Felipe. Aos poucos, foram-se acumulando as chances pedidas – o que já é característico da equipe de Rogério Ceni. Até que Gabigol decidiu.

Tabelando com Bruno Henrique e Arrascaeta pela esquerda, com Everton Ribeiro no lado direito e invadindo a área, o camisa 9 já era o principal nome do clássico. A zaga do Fluminense não sabia como acompanhar a movimentação do atacante, que, aos 40, recuou até o meio de campo e deu ótima assistência para Arrascaeta. O uruguaio invadiu a área e foi derrubado por Marcos Felipe.

Na cobrança, Gabriel Barbosa mostrou a categoria de sempre: bola de um lado, goleiro do outro. Flamengo na frente aos 43. Três minutos depois, Filipe Luís encontrou o atacante pelo lado esquerdo, que chutou cruzado e ampliou: 2 a 0.

Missão difícil

Para o Fluminense, a missão após o intervalo estava difícil: ao menos empatar o jogo para levar a decisão para os pênaltis. A atuação fraca no primeiro tempo, com um meio de campo que não soube diminuir os espaços para o adversário, tampouco contra-atacar, fez com que Roger Machado tirasse Luiz Henrique e Kayky, colocando Caio Paulista e Gabriel Teixeira. A resposta foi imediata.

Com uma marcação mais agressiva, o Fluminense logo voltou ao jogo. Rodrigo Caio acertou a perna de Caio Paulista, e o pênalti foi confirmado após revisão do VAR. No primeiro tempo, o Tricolor havia reclamado de uma mão na bola de Willian Arão. Fred cobrou bem e deixou o placar em 2 a 1 aos três minutos.

Obrigando o Flamengo a correr e marcar, o Fluminense entrou no jogo de vez. O clássico, assim, ficou aberto, com espaço para os dois times irem ao ataque. Marcos Felipe, em finalizações de Arrascaeta e Filipe Luís, fez boas defesas.

Já o ataque Tricolor apostou na bola aérea, aspecto frágil e conhecido deste sistema defensivo montado por Rogério Ceni. Ciente disso, Roger Machado acionou Abel Hernández e Bobadilla na reta final. A bola cruzou a área de Gabriel Batista com perigo algumas vezes, mas o gol de empate não saiu.

Pensando em dar maior proteção à defesa e intensidade ao meio de campo na reta final, Ceni acionou João Gomes, mas coube ao jovem e promissor meia marcar o gol que garantiu o título do Campeonato Carioca ao Flamengo. Pedro tabelou com Vitinho e finalizou forte, Marcos Felipe defendeu, mas, no rebote, o camisa 35 apareceu para marcar o seu primeiro gol como profissional: 3 a 1 aos 41 minutos. Restou ao Flamengo aguardar o apito final para comemorar.

Fonte: Terra



Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter