Home » Deputados cobram do governo incentivo a artistas, agricultores e costureiras no São João

Deputados cobram do governo incentivo a artistas, agricultores e costureiras no São João

Por Alagoas Brasil Noticias

Por Thiago Gomes – Estas categorias trabalham muito neste período, mas estão preocupadas com o avanço da pandemia – Deputada Jó Pereira –  Foto: Igor Pereira/ALE 

Os deputados estaduais cobraram do governo de Alagoas ações multissetoriais e simultâneas de incentivo a artistas, agricultores e costureiras para se manter viva a mais tradicional festa dos nordestinos: o São João. Estas categorias, na avaliação dos parlamentares, trabalham muito neste período, mas estão preocupadas, desde o ano passado, com o avanço da pandemia.

Na sessão plenária desta quarta-feira (9), a deputada Jó Pereira (MDB) fez uma indicação verbal, com pedido de providências, ao governador Renan Filho (MDB) e aos secretários de Estado. Ela pediu ajuda para estes trabalhadores e ainda sugeriu a maneira como a colaboração poderia ser feita pelo Executivo.
De acordo com a parlamentar, os trabalhadores do campo, os integrantes dos trios de forró, cantores, produtores de eventos, além das costureiras, estão com as atividades ameaçadas pelo coronavírus. No entanto, há alternativas viáveis para que eles continuem exercendo o ofício com segurança, apesar de todas as restrições impostas para o combate ao vírus.

“Junho é o mês da agricultura familiar alagoana. Os agricultores plantaram o milho, estão colhendo, mas não têm a garantia do escoamento da produção. E isto preocupa demais. Além disso, cadê as lives com os artistas da terra? Será que as costureiras não podem fazer a festa dos alagoanos em casa, fabricando as tradicionais fantasias e ou máscaras personalizadas?”, questionou.

Jó cobrou do governador o incentivo a cada um destes setores e o apoio a todas estas fontes geradoras de renda nas festas juninas. Para os agricultores, ela sugere que o governo chegue junto aos municípios e ajude na compra de produtos comercializados nas centrais de abastecimento. Também deu uma ideia de se ter pegue e leve nestes locais ou nas áreas de estacionamento de supermercados, com produtos típicos da época.
Para os artistas, ela pediu que as lives façam parte de um projeto da gestão. Era uma maneira de o Estado colaborar com músicos e produtores de eventos, pagando estes profissionais para se apresentarem em um local seguro, sendo transmitido ao vivo nas redes sociais. Uma sugestão, dada por ela, é ter um trio de forró nestes sistemas de ‘pegue e leve’ com produtos da agricultura familiar.

Outro pedido da parlamentar beneficiaria as costureiras. Somente a publicidade dos trabalhos feitos por estas empreendedoras seriam suficientes, na opinião de Jó Pereira, para alavancar a vendas. “Muitos alagoanos, ao tomarem conhecimento destas peças, buscariam comprar a fantasia para usar dentro de casa ou até uma simples máscara personalizada para tirar foto na noite de São João”, compreende.

Em aparte, o deputado Inácio Loiola (PDT) afirmou que as sugestões da colega de Parlamento eram de grande importância para manter viva a tradição. Ele cobrou do governo mais diálogo com a Casa de Tavares Bastos. “Se o governo ouvisse a Assembleia, teríamos muito o que contribuir para o desenvolvimento de Alagoas”, avaliou.

Concordando com a contribuição ao discurso, Jó Pereira lamentou o fato de o Legislativo e o Executivo não entrarem em um acordo para criação do Comitê da Primavera, uma estratégia estimulada pela própria deputada, ainda no começo da pandemia, que teria como finalidade discutir as ações de recuperação da economia e de outros setores diretamente atingidos pela Covid-19.

Fonte: Gazeta Web




Facebook Comments

você pode gostar