A ex-senadora Heloísa Helena se emocionou ao anunciar, nesta quarta-feira (9), que tomou a primeira dose da vacina contra a Covid-19, em Brasília, onde está trabalhando. “É um momento emocionante, mas também muito triste, porque eu perdi muitas amigas e amigos queridos”, desabafou, em vídeo divulgado nas redes sociais.

Ela também citou as mais de 470 mil pessoas mortas no país, em decorrência da doença, afirmando que “se esse senhor (presidente Jair Bolsonaro) que se comporta como um soldado covarde e sem honra, que deixa os feridos para trás” tivesse agilizado tantas coisas que poderiam ser feitas, entre elas a vacinação, esse número poderia ser menor.

“É profundamente triste. Mesmo se eu não tivesse perdido ninguém querido, acho que uma única morte por causa evitável tem que causar assombro na humanidade e jamais ser vista com naturalidade”, prosseguiu.

Heloísa também ressaltou a importância de que todos se vacinem e, no começo do vídeo, explicou que, embora seja profissional da saúde e tenha comorbidades, esperou chegar sua faixa etária, 59 anos, em Brasília, para tomar a vacina. 

“Eu já poderia ter me vacinado como profissional da saúde, mas fiquei muito constrangida de, não estando na linha de frente, mesmo tendo direito, me vacinar antes”, disse, acrescentando  que também possui comorbidades, como asma e hipertensão mas, segundo ela, a forma como foi definido o protocolo para vacinação desse grupo prioritário é praticamente impossível se enquadrar: “Minha última internação tem mais de 15 anos, então teria que fraudar um documento médico, o que  seria um absurdo eu fazer isso”.

Ao final da gravação, a ex-senadora fez mais um desabafo: “Vacina para todos! Fora Bolsonaro e todos os bandidos que ajudaram ele a chegar aonde chegou”.

Veja o vídeo completo:

Fonte: Cada Minuto