Anadia/AL

4 de agosto de 2021

Anadia/AL, 4 de agosto de 2021

ONG questiona operadoras Prevent Senior e Hapvida por uso do “tratamento precoce” sem eficácia contra Covid-19

Por GyanCarlo

Em 13 de junho de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vv

     (Foto: Divulgação) | 21:37

 O Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) está questionando as operadoras de plano de saúde Hapvida e Prevent Senior sobre a distribuição em suas redes de remédios sem eficácia comprovada contra a Covid. A ONG de defesa do consumidor enviou notificação extrajudicial às duas empresas na semana passada dizendo que elas estariam pressionando os médicos a receitar o chamado “tratamento precoce”, com produtos como cloroquina e ivermectina.

Médicos das duas operadoras denunciaram nos últimos meses que eram forçados a prescrever os remédios pela diretoria dos planos e usuários dos planos relataram ter recebido em casa o “kit covid” bolsonarista depois de informarem os planos de estarem com sintomas do novo coronavírus. 

O Idec diz que já havia notificado a Prevent Senior no ano passado, mas voltou a pedir esclarecimentos sobre o uso desse tipo de medicamento.

Segundo o Painel S.A. da Folha de S.Paulo, a direção da Prevent Senior diz que não recomenda, enquanto operadora de saúde, o uso de drogas ou tratamentos, apesar das denúncias. A Hapvida diz que “respeita a soberania médica”, apesar das informações em contrário.

Fonte: Brasil 247 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter