Anadia/AL

4 de agosto de 2021

Anadia/AL, 4 de agosto de 2021

Brasil dá show no segundo tempo, atropela o Peru e segue 100% na Copa América

Por GyanCarlo

Em 17 de junho de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vv
Alex Sandro abriu o placar para a seleção brasileira no Rio — Foto: Lucas Figueiredo / CBF | 23:15

E foi de goleada! Alex Sandro abriu o placar e Neymar, pelo quarto jogo consecutivo, deixou o seu, Everton Ribeiro mandou para as redes e Richarlison selou o placar. A seleção brasileira segue com 100% de aproveitamento, seja nas Eliminatórias ou na Copa América. Na noite desta quinta-feira, no Engenhão, após um primeiro tempo confuso, o time encontrou seu melhor jogo na etapa final e bateu o Peru por 4 a 0, chegando aos seis pontos no Grupo B da Copa América e seguindo tranquilo às quartas de final do torneio continental. 

A seleção brasileira volta a campo apenas na próxima quarta-feira, dia 23 de junho, quando encara a Colômbia novamente no estádio Nilton Santos, o Engenhão, pela terceira rodada da fase de grupos da Copa América.

O Brasil entrou em campo mais uma vez alterado. Desta vez, Tite colocou dois jogadores em cada ponta, Gabriel Jesus e Everton Cebolinha, com Neymar e Gabigol mais à frente. O meio-campo não teve Casemiro, então Fred e Fabinho tinham a função de fazer essa ligação com Neymar, vindo para buscar a bola em certas oportunidades. A formação trouxe maior presença dos laterais no ataque e foi assim que Alex Sandro, aos 11 minutos do primeiro tempo, recebeu passe de Gabriel Jesus e finalizou para o fundo das redes peruanas. 

O primeiro tempo marcou um dado curioso. Foi a terceira vez desde que Tite assumiu o comando da seleção brasileira que a equipe terminou os 45 minutos finais com menos posse de bola do que o adversário (45% contra 55%). Os peruanos chegaram a assustar com alguns ataques, como uma chute de Yotún desviado por Danilo. 

Na segunda etapa, o time, enfim, emplacou. Tite promoveu mudanças de cara, mandando a campo Everton Ribeiro e Richarlison. A seleção voltou a ter mais presença ofensiva e Neymar poderia até ter marcado se a arbitragem tivesse confirmado uma penalidade a favor da seleção. No entanto, o VAR inverteu a marcação. Mas Neymar não deixaria de deixar o seu diante da seleção peruana. Aos 22 do segundo tempo, ele recebeu da entrada da área, girou e chutou rasteiro, sem chances de defesa para Gallese. Seu 68º gol pela seleção brasileira na contagem regressiva para igualar Pelé.

Houve tempo ainda para Everton Ribeiro premiar sua entrada fortuita no time com um gol aos 43 minutos, uma bela trama com Neymar, e depois Richarlison, aos 46, completar, caído no chão, outra bela jogada desenvolvida pelo camisa 10 da seleção brasileira, que segundos antes colocou Firmino na cara do goleirão peruano. Um passeio brasileiro, mais uma vez com a assinatura de Neymar. 

Fonte: O Tempo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter