O presidente nacional do Partido Democrático Trabalhista (PDT), Carlos Lupi, publicou em suas redes sociais na tarde desta sexta-feira (18) que o partido em Alagoas já entrou com a tramitação necessária para a expulsão do ex-secretário de Turismo de Maceió, Ricardo Santa Ritta, da sigla.
“É incoerente manter sua filiação”, disse na publicação, que acompanha uma nota oficial sobre o caso.

“O PDT é constituído em ideologias culturais completamente diferentes da declaração, de cunho estritamente pessoal, do Secretário Municipal de Turismo, Esporte e Lazer da Prefeitura de Maceió, Ricardo Santa Ritta”, diz a nota, assinada pelo presidente estadual do partido, Jurandir Boia Rocha.

Santa Ritta foi afastado preventivamente do partido na manhã de hoje, após integrantes do PDT solicitarem, através de um abaixo-assinado, sua expulsão.

O caso

O ex-secretário foi alvo de críticas dos internautas após um comentário, em suas redes sociais, sobre o episódio de um jovem, expulso de um shopping em Caruaru, em Pernambuco, porque usava uma faixa com uma suástica em um dos braços.

“Hoje descobri que usar qualquer elemento com a ‘suástica’ é crime federal no Brasil. Pensava que a liberdade de expressão permitisse”, afirmou, na postagem.

Após a repercussão negativa do comentário, os integrantes decidiram se reunir em um abaixo-assinado para expulsar o político e se referiram ao episódio como “apologia ao nazismo”.

No documento protocolado, eles afirmam que a ação de Ricardo é um ato “irreparável, irretratável e irremediável se soma a inúmeras outras manifestações que vão de encontro a tudo que prega a história do PDT, seu programa e estatuto”.

Ainda na manhã desta sexta-feira, por meio de um comunicado, a Prefeitura de Maceió anunciou a saída do Ricardo Santa Ritta do cargo de secretário de Turismo, Esporte e Lazer de Maceió.

 Fonte: Cada Minuto