Anadia/AL

3 de agosto de 2021

Anadia/AL, 3 de agosto de 2021

Ônibus da vacina leva imunização às comunidades mais distantes de Maceió

Por GyanCarlo

Em 20 de junho de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
vv

Gabriel Moreira | Ônibus da vacina| Manuella Rithyane | 12:01

A Prefeitura de Maceió com colaboração da Cruz Vermelha Brasileira e a da Cooperação Alemã (Programa de Cooperação Técnica da Alemanha no Brasil), está levando o programa O Ônibus da Vacina a bairros da capital. O objetivo do programa é ampliar e consolidar a cobertura vacinal contra a covid-19.

O ônibus da vacina já passou pelos bairros do Santos Dumont, Benedito Bentes, Centro, Feirinha do Tabuleiro, Mercado da Produção, Santa Lúcia e Eustáquio Gomes. De acordo com o gestor municipal, JHC, o propósito é a ampliação do serviço que hoje vem atendendo, em média, 300 pessoas, nos bairros por onde se instalou.

Em sete dias de projeto, a média é que cerca de mais de 2 mil doses tenham sido administradas. A imunização foi expandida com a primeira dose da vacina da Astrazeneca. A segunda dose, que finaliza a vacinação, está prevista para o dia 8 de setembro.

“Eu só vim me vacinar porque o ônibus veio para cá. Eu não tenho nem condições de estar andando sozinha. Tenho pressão alta, problema renal e nos ossos. A gente tem que vir por causa dos problemas da doença que está acontecendo. A gente tem que se prevenir”, diz Dona Maria, aposentada, de 66 anos, moradora do Residencial Aprígio Vilela.

Já a dona de casa, Quitéria Cristina Pereira da Silva, 54 anos, relatou felicidade ao ser imunizada com a primeira dose da vacina. “Eu acho uma coisa boa né, todo mundo deveria fazer a mesma coisa, tomar a vacina para se cuidar. Por enquanto, tem que se cuidar para depois ter uma vida normal como a gente tinha sempre. Fiz questão de vir hoje para tomar a vacina”, celebra Dona Quitéria.

“Como eu tenho comorbidade é um privilégio tomar a vacina porque muita gente está morrendo por conta da Covid-19. Por isso é muito importante para todos nós tomarmos a vacina”, reitera a autônoma Flaviana Gomes dos Santos também recebeu a primeira dose da vacina contra o coronavírus.

A enfermeira da Secretaria Municipal de Saúde, Danyele Beltrão, esclarece que o ônibus da vacina é de suma relevância para a comunidade que vive em regiões mais afastadas dos pontos fixos de vacinação.

“As pessoas estão muito empolgadas, muito felizes, porque não esperavam que a gente fosse chegar no determinado local delas, pelo difícil acesso. E a imunização é uma dose de esperança para cada um também”, evidencia Danyele.

A coordenadora da Cruz Vermelha, Conceição Albuquerque, assegura que o ônibus da vacina é muito importante para a população que vive nas localidades mais distantes de Maceió, pois muitos residentes não têm condições de sair de suas moradias, por questões de dificuldades de locomoção e financeira.

“O ônibus está facilitando muito a vida dessas pessoas estarem mais próximas de casa. E a gente está fazendo um trabalho de conscientização com essa população, explicando a importância da vacina. Muitos chegam aqui e têm medo de tomar a vacina, então nosso trabalho aqui é de conscientizar e fazer um apoio psicossocial para falar da importância da vacina”, relata Conceição Albuquerque.

No Residencial Aprígio Vilela, por exemplo, na quarta-feira, 16, os trabalhos do ônibus da vacina foram conduzidos por sete enfermeiras e cinco técnicos em enfermagem da Secretaria Municipal de Saúde de Maceió. Além dos profissionais de saúde quatro guardas municipais faziam a segurança dos funcionários e da população e 12 voluntários da Cruz Vermelha Brasileira auxiliavam nos trabalhos de imunização.

Conforme o calendário, 29 localidades serão inicialmente contempladas com o ônibus da vacina.

Se o programa do ônibus da vacina ainda não chegou na sua região, os maceioenses que possuem alguma dificuldade em deslocamento ainda podem solicitar o serviço de Uber disponibilizado -e pago – pela Prefeitura de Maceió.

Outros pontos

Além do ônibus, o Município mantém a vacinação da população com a 2ª dose de Astrazeneca nos oito pontos instalados na Capital: o atendimento é das 9h às 16h nos pontos drive-thru (Estacionamento do Jaraguá e da Justiça Federal, na Serraria), nos dois shoppings (Pátio e Maceió), no Ginásio Arivaldo Maia (Jacintinho), Praça Padre Cícero (Benedito Bentes), Terminal do Osman Loureiro e no Papódromo (Vergel do Lago).

A 2ª dose da Coronavac também é aplicada, mas apenas no Pátio Shopping.

Fonte: Gazeta Web 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter