Anadia/AL

3 de agosto de 2021

Anadia/AL, 3 de agosto de 2021

Com gol irregular e menos um em campo, CRB perde para o Avaí, na Ressacada: 1 a 0

Por Alagoas Brasil Noticias

Em 25 de junho de 2021

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on email
Avai_x_CRB_-_Antonio_Carlos_Mafal.2e16d0ba.fill-1120x650

Gol do Leão saiu aos 45 minutos do 1º tempo, Antônio Carlos Mafalda / Press/Estadão Conteúdo <> 20:03

O CRB não se deu bem em Florianópolis-SC, teve uma tarde infeliz. Em jogo nesta sexta-feira (25), na Ressacada, abrindo a 7ª rodada da Série B, o Galo praticamente não jogou, pois foi dominado pelo Leão e saiu de campo com a derrota por 1 a 0. Para piorar, ficou com um homem a menos em campo logo aos 19 minutos da etapa inicial: Bressan, por cometer falta dura no adversário. O gol do Avaí foi marcado aos 45 minutos do 1º tempo, por Jonathan, e saiu de um lance irregular, de impedimento.

Com esse resultado, o Galo é o 6º colocado na tabela da Série B, com dez pontos. E o time catarinense ocupa a 13ª posição, com sete pontos. 

Na próxima rodada (8ª), o CRB recebe o Náutico, na terça-feira (29), no Rei Pelé, enquanto o Avaí entra em campo contra o Londrina, na quarta-feira (3), no Estádio do Café, em Londrina-PR, às 19 horas.

1º Tempo

O Avaí foi quem começou dando pressão no jogo e assustou. No primeiro minuto, após saída errada de Celsinho e a roubada de bola do Avaí, Lourenço mandou uma bomba, obrigando Diogo Silva a espalmar para escanteio. Chegando aos 5 minutos, só dava Avaí em cima do Galo.

Aos 9 minutos, novamente o Avaí assustou e mandou uma bola na trave. Na cobrança de falta de Edilson, ele manda uma bomba e vê a bola explodir no travessão. Por pouco não houve o gol dos donos da casa. O Avaí seguia fazendo uma verdadeira blitz em cima do CRB, que, até os 15 minutos, ainda não havia chegado ao ataque, estava totalmente perdido.

O Galo teve um jogador expulso, aos 19 minutos: Bressan, que abriu demais o braço e acertou o rosto do jogador do Avaí; e o árbitro marcou a falta, mandando-o para o chuveiro mais cedo. Passando dos 25 minutos, o Avaí continuava sendo o dono do jogo. Em mais uma tentativa do time catarinense, aos 29 minutos, Vinícius Leite recebeu na linha de fundo e cruzou na área, mas a zaga regatiana afastou.

Aos 33 minutos, dentro da área do CRB, Diego Renan dominou bonito no peito, tentou o chute e Carlos Jatobá impediu a jogada, mandando para escanteio. Na cobrança do próprio Diego Renan, Lourenço arriscou o chute de longe, o goleiro Diogo Silva defendeu e a bola bateu na trave do Galo.

O Avaí sufocava o CRB em seu campo de defesa e o Galo não conseguia passar do meio-campo. E aos 38 minutos os catarinenses chegaram mais uma vez com perigo. Diego Renan deu um chutão, dentro da área regatiana, e Diogo Silva salvou mais uma, livrando o Galo de sofrer o primeiro gol.

E com o domínio total do Avaí, o gol do time catarinense estava maduro. Saiu aos 45 minutos, quando Jonathan recebeu a bola na área e bateu rasteiro, de pé direito, para fundo das redes: 1 a 0 na Ressacada. O árbitro decretou três minutos de acréscimos e a 1a etapa chegou ao fim aos 48 minutos. E, ao final dessa etapa, os jogadores do CRB reclamaram do árbitro, pelo fato de o gol do Leão ter saído de um lance ilegal, pois o jogador estava impedido.

2º Tempo

CRB jogou mal e, ainda mais, foi prejudicado pelos erros da arbitragem – Foto: Antônio Carlos Mafalda/Mafalda Press/Estadão Conteúdo

O CRB começou tentando no segundo tempo aos 5 minutos, com Frazan querendo acionar Alisson Farias no campo de ataque, mas o atacante não conseguiu dominar e a bola ficou com o Leão. Aos 6 minutos, em outra oportunidade para o Galo, Guilherme Romão foi em velocidade, abriu para Alisson Farias, mas a assistente Bárbara Loiola viu impedimento no lance e paralisou a jogada.

O Leão respondeu aos 8 minutos. Edilson cruzou na área, Wesley desviou para o gol e a bola passou bem perto do poste direito de Diogo Silva, assustando os regatianos. O Avaí seguia perigoso e aos 12 minutos Jonathan acertou o travessão, quase fazendo o segundo gol. Aos 15 minutos, em boa chegada do CRB, Reginaldo bateu e viu a bola passar muito perto da trave de Glédson.

O jogo não mudou de panorama em relação ao 1º tempo. O CRB seguia perdido, desorganizado em campo. E o Avaí seguia tentando o segundo gol e quase fez aos 20 minutos: Jean Cléber foi acionado na pequena área, tentou o desvio, com perigo, mas a bola saiu pela linha de fundo, em tiro de meta.

Para se ter uma ideia da péssima performance do CRB em campo, foram 23 finalizações do Avaí e – acredite – apenas uma do Galo. Aos 42 minutos, o time regatiano teve a grande chance do jogo de fazer o gol de empate, mas a bola de Erik, caprichosamente, bateu no travessão, passou por toda a extensão da área e ninguém apareceu para mandar para o gol.

Com os cinco minutos de acréscimos decretados pela arbitragem, a partida foi encerrada aos 49 minutos. Ao final do jogo, os jogadores do CRB saíram de campo na bronca com a arbitragem e sequer concederam entrevista.

CRB teve um fraco desempenho e poderia ter saído de campo com uma derrota bem maior – Foto: @Ocancheiro no Instagram

Avaí – Gledson; Edílson (Iury), Alemão, Alan Costa e Diego Renan (João Lucas); Jean Martin (Jean Cleber), Wesley, Lourenço e Vinícius Leite; Renato (Getúlio) e Jonathan (Copete). Técnico: Claudinei Oliveira.

CRB – Diogo Silva; Celsinho (Ewandro), Frazan (Páscoa), Caetano e Guilherme Romão; Marthã (Claudinei), Reginaldo, Jatobá e Renan Bressan; Alisson Farias (Erik) e Hyuri (Nicolas Careca). Técnico: Allan Aal.

Árbitro – Djonaltan Costa de Araujo (CBF-PA).

Auxiliares – Márcio Gleidson Correia Dias (CBF-PA) e Bárbara Roberta da Costa Loiola (Fifa-PA).

Quarto árbitro – Gunar Nunes de Abreu Welsch (CBF-SC).

Fonte: Gazeta Web



Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter