Marx Beltrão | 16:34

O Brasil deve viver em breve uma nova era no acesso à internet. O Ministério das Comunicações deve realizar ainda em 2021 o leilão da chamada Internet 5G. Chamada de quinta geração de acesso à internet, o 5G irá trazer mais velocidade de conexão para downloads e uploads em aparelhos móveis com uma cobertura mais ampla e uma conexão mais estável. Sua chegada, porém, promete ir muito além de simplesmente melhorar as redes 3G e 4G atuais, e deve revolucionar o acesso à internet em todo o país.

E o deputado federal Marx Beltrão (PSD), vem lutando para que os benefícios do 5G, quando acessíveis, sejam implantados também em benefício das escolas e da educação pública dos mais de 5 mil municípios brasileiros e 102 de alagoanos. Em uma indicação assinada pelo parlamentar (INC nº 708/2021) e destinada ao ministro das Comunicações Fábio Farias, Marx Beltrão pede para que o edital do leilão do 5G no país tenha a previsão de que os vencedores da licitação instalem, sem custos, internet de alta velocidade em todas as escolas do Brasil.

“No Brasil, infelizmente, cerca de 30% das mais de 140 mil escolas públicas brasileiras ainda não contam com nenhum tipo de acesso à internet. Neste sentido, uma vez que o leilão do 5G pode arrecadar cerca de R$ 40 bilhões, seria adequado, em face da carência de internet nas escolas públicas, colocar no edital uma obrigação para que as empresas vencedoras conectem à internet todas as escolas públicas ainda sem internet em suas respectivas áreas de concessão. No nosso entendimento, é imprescindível que as escolas estejam contempladas de forma explícita no edital com previsão de receberem sem custos internet 5G” diz um trecho da Indicação protocolada por Marx Beltrão.

A primeira e principal mudança que o 5G trará na internet do Brasil está de fato na velocidade, 10 a 20 vezes maior na 5G em comparação às redes atuais, usando faixas de frequência mais altas e com capacidade maior. Assim, um download que hoje leva de 35 minutos a 1 hora através das conexões atuais, com a nova tecnologia se dará em segundos – e a experiência do usuário será aprimorada por completo.  O 5G abrirá o caminho para salas de aula mais inteligentes (e remotas) baseadas em plataformas de aprendizagem de realidade mista. E isso vem de encontro à aplicação de aprendizagens eficazes em ambientes digitais.

“Se as operadoras vão ter ganhos imensos financeiros com o 5G, a educação nacional precisa ter acesso a estes benefícios. A educação, principalmente na pandemia, viu a necessidade de estar linkada à estratégias de ensino remoto. E para além disso, esta falta de acesso à internet pelas escolas públicas precisa ser solucionado de uma vez por todas. Se a internet está entrando em uma fase ainda mais avançada, nossos estudantes merecem fazer parte desse momento, pois o futuro pertence a eles”, concluiu Marx Beltrão.

Fonte: Cada Minuto